Logo BP Money
China: exportações crescem acima do esperado em julho
Golpes bancários disparam e devem gerar prejuízos bilionários em 2022
Web 3.0

FTX desiste de acordo com Celsius após verificar dívida de US$ 2 bilhões, diz portal

Corretora estava negociando um suporte financeiro ou até mesmo adquirir a companhia

por Redação BP Money

30 de junho de 2022 16:58Atualizado em: 30 de junho de 2022 17:03
FTX desiste de acordo com Celsius após verificar dívida de US$ 2 bilhões, diz portal
Freepik

A FTX, corretora de criptomoedas das Bahamas, desistiu de entrar em um acordo com a plataforma de criptomoedas Celsius Network após analisar a atual situação financeira da companhia, As informações foram publicadas nesta quinta-feira pelo portal  “The Block”. 

A corretora começou um processo de negociação com a Celsius para fornecer suporte financeiro para a plataforma ou até mesmo comprar a companhia, mas voltou atrás após verificar que a Celsius possui “um buraco de US$ 2 bilhões” em seu balanço. A “The Block” conversou com duas pessoas com conhecimento do assunto. De acordo com uma das fontes ouvidas pelo portal, Sam Bankman-Fried, CEO da FTX, também teria achado a Celsius “difícil de lidar”. 

Leia também: Bitcoin volta a cair e fica abaixo de US$ 20 mil com liquidação da Three Arrows Capital

Ultimamente, a FTX parece estar otimista com novas aquisições. Na semana passada, foi noticiado pelo “Wall Street Journal” que a corretora estava negociando a compra de parte da BlockFi, outra plataforma de ativos digitais que está enfrentando problemas com a queda do mercado de criptomoedas. 

No início desta semana, também apareceram notícias de que a exchange estaria interessada na Robinhood, empresa norte-americana de serviços financeiros, mas a informação foi negada por Bankman. 

Celsius contribui com a crise das criptomoedas

A Celsius potencializou a queda acentuada que o mercado de criptomoedas tem vivenciado nas últimas semanas. Com a cotação do Bitcoin (BTC) atingindo o menor patamar desde dezembro de 2017, muitos investidores passaram a resgatar seus investimentos em BTC. Devido à liquidez, a Celsius Network travou os saques de todos os clientes no dia 12. 

Leia também: Demissões em massa e fuga de investidores: “inverno cripto" pode estar longe do fim, apontam especialistas

A decisão da Celsius espalhou desconfiança em toda a indústria cripto e outras empresas também congelaram os saques em criptomoedas após o ocorrido. Recentemente, a Celsius nomeou o Citigroup para aconselhar a credora quanto às suas questões financeiras. 

De acordo com o “The Block”, a Celsius está resistindo a declarar falência, embora os próprios advogados contratados pela empresa tenham feito essa recomendação.