Logo BP Money
China: exportações crescem acima do esperado em julho
Golpes bancários disparam e devem gerar prejuízos bilionários em 2022
Web 3.0

Bitcoin volta a cair e fica abaixo de US$ 20 mil com liquidação da Three Arrows Capital

Notícias da liquidação do fundo hedge e fatores macroeconômicos pressionam a cotação da criptomoeda

por Redação BP Money

29 de junho de 2022 15:17Atualizado em: 29 de junho de 2022 15:24
Bitcoin volta a cair e fica abaixo de US$ 20 mil com liquidação da Three Arrows Capital
Freepik

O Bitcoin (BTC) caiu novamente e voltou a ser negociado abaixo dos US$ 20 mil nesta quarta-feira (29). A criptomoeda repetiu o feito do último dia 18, quando caiu para abaixo deste patamar pela primeira vez desde dezembro de 2017. 

Durante toda a manhã e o início da tarde, o token caiu e voltou à casa dos US$ 20 mil. Após registrar US$ 19.992 de manhã, às 15h20 (de Brasília), a criptomoeda estava cotada a US$ 20.100.

Os investidores repercutem a notícia de que o principal fundo hedge focado em criptomoedas, a Three Arrows Capital (3AC) entrou em liquidação. De acordo com uma fonte ouvida pelo "CoinDesk", sócios da consultoria financeira Teneo Restructuring, com sede em Nova York, foram acionados para lidar com a insolvência.

A 3AC foi fundada em 2012 por Su Zhu e Kyle Davies e tornou-se um dos maiores fundos de hedge de criptomoedas, ou seja, com estratégias ofensivas com objetivo de proteger os investimentos. Contudo, a empresa sofreu grandes perdas com a crise do mercado cripto. 

Além disso, a principal criptomoeda do mercado é pressionada por fatores macroeconômicos, como a inflação e as altas da taxa básica de juros pelo Fed (Federal Reserve, o banco central norte-americano).

Queda do Bitcoin aprofunda Inverno Cripto

O mercado de criptoativos está em baixa desde o início do ano e a situação se agravou com a queda da rede Terra e suas criptomoedas LUNA e USD. Com isso, o Bitcoin chegou a valer US$ 17.600 no dia 18. O Ethereum (ETH), segunda maior criptomoeda do mercado, também recuou e, neste momento, está cotada a U$ 1.109.

Este período de baixa do mercado passou a ser chamado de “inverno cripto” e várias corretoras de criptomoedas e exchanges estão promovendo demissões em massa para lidar com as perdas. 

Coinbase, Bitso, Mercado Bitcoin e Crypto.com são algumas das empresas do ramo que anunciaram cortes nos quadros de funcionários após a queda do Bitcoin.