Logo BP Money
Criptomoedas: 51% dos latino-americanos já utilizaram ativos digitais, aponta pesquisa da Mastercard
AliExpress anuncia ampliação no número de voos para o Brasil
Web 3.0

Bitcoin (BTC): volume negociado em maio cresce 52,5% no Brasil

O volume movimentado em corretores cripto no País chegou a R$ 5,3 bilhões

por Redação BP Money

9 de junho de 2022 16:10Atualizado em: 9 de junho de 2022 16:13
Bitcoin (BTC): volume negociado em maio cresce 52,5% no Brasil

O volume de Bitcoin (BTC) negociado em maio cresceu 52,51% na comparação com o mês imediatamente anterior. Os dados são do Cointrader Monitor, que coletou informações de compra e venda de 35 corretoras do mercado brasileiro. 

No mês de maio, as corretoras cripto no Brasil movimentaram 33.673,53 bitcoins, o que equivale a cerca de R$ 5,3 bilhões. Desse valor, 51,82% das negociações foram feitas na Binance, que segue em primeiro lugar como a corretora com maior volume negociado no mercado. 

Leia também: Criptomoedas: prejuízo em fraudes ultrapassa US$ 1 bilhão desde janeiro

Em segundo lugar, aparece a corretora nacional BitPreço, responsável pela negociação de 15,52% dos bitcoins em maio. O relatório Cointrader Monitor inclui dados de corretoras como a Bitso, Coinext, Foxbit, FTX, Mercado Bitcoin, PagCripto, etc. 

O volume de Bitcoin negociado em maio recuou 35,98% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando foram movimentados 52.595 BTC. 

Crise da Terra (LUNA) gerou mais negociações em Bitcoin

De acordo com o relatório do Cointrader Monitor, o dia 12 de maio registrou a maior movimentação de bitcoin do mês, com 3.138,17 bitcoin negociados, ou seja, cerca de R$ 471,5 milhões. 

Este dia foi marcado pela crise da rede Terra e suas criptomoedas, a LUNA e o UST. A implosão das criptomoedas causou queda acentuada no valor do Bitcoin, que chegou a atingir US$ 26.350 na ocasião. 

No entanto, as negociações parecem ter respiro no final do mês, uma vez que o dia com menor movimentação foi 29 de maio. Neste dia, o volume de negociações registrado nas corretoras foi de 338,38 BTC, o equivalente a R$ 47,5 milhões. 

O Bitcoin (BTC) iniciou o mês de maio cotada a R$ 192.410,86. Mas a criptomoeda perdeu força ao longo do mês, chegando a contação de R$ 151.507,91 no último dia de maio. ou seja, com uma desvalorização de 21,26% no período.