Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Brasília

Secretários do Ministério da Economia pedem demissão

Redação BP Moneyem 21 de outubro de 2021 18:14
  • De acordo com nota do ministério, os secretários pediram demissão a Paulo Guedes, e informaram motivos pessoais;
  • EWZ desaba 2,03% no pós-mercado, depois do anúncio da saída dos dois secretários;
  • A secretária especial adjunta, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto, Rafael Araújo, também anunciaram sua saída por "razões pessoais".

Secretários membros do Ministério da Economia pediram demissão de seus cargos nesta quinta-feira (21). Entre os requerintes estão o secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt. Segundo fontes, o motivo para o pedido de exoneração seria divergências em relação ao abastecimento do Auxílio Brasil a R$ 400.

Porém, de acordo com o nota do Ministério da Economia, os secretários pediram demissão ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e informaram motivos pessoais. "Funchal e Bittencourt agradecem ao ministro pela oportunidade de terem contribuído para avanços institucionais importantes e para o processo de consolidação fiscal do país", diz o ministério.

Além de Funchal e Bittencourt, secretária especial adjunta, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto, Rafael Araújo, também anunciaram sua saída do Ministério da Economia por "razões pessoais'.

O iShares MSCI Brazil ETF (EWZ), desabou 2,03% no pós-mercado, depois do anúncio da saída dos dois secretários.

CONFIRA NOTA DO MINISTÉRIO NA ÍNTEGRA:

"O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, pediram exoneração de seus cargos ao ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quinta-feira (21/10).

A decisão de ambos é de ordem pessoal. Funchal e Bittencourt agradecem ao ministro pela oportunidade de terem contribuído para avanços institucionais importantes e para o processo de consolidação fiscal do país.

A secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo, também pediram exoneração de seus cargos, por razões pessoais.

Os pedidos foram feitos de modo a permitir que haja um processo de transição e de continuidade de todos os compromissos, tanto da Seto quanto da STN".

Relacionadas