Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Brasília

“Guedes continua no governo”, assegura Bolsonaro

Redação BP Moneyem 21 de outubro de 2021 20:54
  • A situação de Guedes foi alvo de especulações após a saída de quatro secretários da pasta nesta quinta.;
  • Saíram: Bruno Funchal, Jeferson Bittencourt, Gildenora Dantas, e Rafael Araújo;
  • A motivação para a saída seria uma suposta insatisfação de como o governo estava lidando com o custeio do Auxílio Brasil a R$ 400. 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, seguirá no governo, mesmo após pedido de exoneração de alguns membros da equipe, como por exemplo, o secretário do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal.

“Paulo Guedes continua no governo e o governo segue com a agenda de reformas. Defendemos as reformas, que seguem no Congresso Nacional”, afirmou Bolsonaro nesta quinta-feira (21) à CNN.

A situação de Guedes foi alvo de especulações após a saída de quatro secretários do ministério. O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, a secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araújo, pediram demissão dos cargos.

Segundo fontes, a motivação para a saída seria uma suposta insatisfação de como o governo estava lidando com o custeio do Auxílio Brasil a R$ 400. 
 

Relacionadas