Logo BP Money
Criptomoedas: 51% dos latino-americanos já utilizaram ativos digitais, aponta pesquisa da Mastercard
AliExpress anuncia ampliação no número de voos para o Brasil
Brasil

Em viagem aos EUA, Bolsonaro fala de "aproximação" com Biden e participa de motociata

Na agenda deste sábado (11), o presidente do Brasil discursou durante inauguração do vice-consulado de Orlando e apelou a eleitores residentes no exterior

Beatriz Pacheco

por Beatriz Pacheco

11 de junho de 2022 13:33Atualizado em: 11 de junho de 2022 14:29
Em viagem aos EUA, Bolsonaro fala de "aproximação" com Biden e participa de motociata

O presidente Jair Bolsonaro (PL) participou neste sábado (11) da cerimônia de inauguração do vice-consulado do Brasil em Orlando, cidade do estado da Flórida, nos Estados Unidos. Ao lado do ministro das Relações Exteriores, Carlos França, e do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), Bolsonaro voltou a comentar a aproximação com o presidente norte-americano Joe Biden durante a Cúpula das Américas. “Falei com ele sobre o que o mundo vem sofrendo com alguns que procuram cercear esse bem maior [em referência à liberdade]. E o Brasil não foge disso”, disse o candidato à reeleição.

De acordo com relatos da cobertura sobre o encontro entre os líderes, que aconteceu nesta sexta-feira (10), em Los Angeles, a reunião teria sido “fria, impessoal e absolutamente protocolar”, apontou a colunista de política internacional Fernanda Magnotta, para o portal “UOL”. A reunião entre Jair Bolsonaro e Biden teria sido marcada pelo discurso genérico, sem discussões relevantes e certo desconforto com alguns temas sensíveis, que não foram mencionados no breve contato. 

O presidente Jair Bolsonaro apoiou abertamente Donald Trump, ex-presidente dos EUA e candidato à reeleição pelo Partido Republicano. Antes de embarcar para a viagem à Cúpula das Américas, o pré-candidato pelo Partido Liberal voltou a questionar o sistema eleitoral norte-americano. Três dias depois, mudou de postura sobre Biden, chegando a elogiar o democrata e classificou o encontro em Los Angeles como “reaproximação”.

Em viagem aos EUA, Bolsonaro apela aos eleitores fora do País

Bolsonaro vem defendendo que existe um processo de corrosão das liberdades individuais no Brasil, sustentado pela ação do STF (Supremo Tribunal Federal). Em viagem aos EUA, o presidente disse que pode conversar com o blogueiro Allan dos Santos, caso venha a encontrá-lo em algum dos eventos da sua agenda. Dos Santos está foragido nas terras do Tio Sam desde que teve ordem de prisão decretada pelo STF por ataques ao órgão e participação em atos antidemocráticos. 

O blogueiro participou da “motociata” na manhã deste sábado (11), em Orlando. Mas o ato é alvo de preocupação no Itamaraty, que teme o possível mal-estar com o governo dos EUA. Além disso, a segurança do presidente do Brasil foi reforçada. Não há notícias até o momento de que os dois tenham se encontrado. De acordo com organizadores e apoiadores do evento, a expectativa era reunir 2 mil pessoas.

Mais cedo, durante a cerimônia de inauguração, Jair Bolsonaro lembrou que, como representação diplomática brasileira, o vice-consulado de Orlando terá urnas eletrônicas para que brasileiros residentes nos EUA possam votar nas eleições de outubro. “Aqui teremos urnas, como no mundo todo. Em 2018, nós ultrapassamos 90% dos votos conseguidos nessas regiões”, disse o pré-candidato à reeleição pelo PL. O presidente retorna ao Brasil hoje à noite.