Logo BP Money
Criptomoedas: 51% dos latino-americanos já utilizaram ativos digitais, aponta pesquisa da Mastercard
AliExpress anuncia ampliação no número de voos para o Brasil
Brasil

Eletrobras (ELET3;ELET6): lista de indicados para conselho é única e aceita por consenso, segundo portal

No domingo (19), a gigante elétrica divulgou os nomes dos indicados pelos acionistas

por Alexandre Puga

20 de junho de 2022 17:02Atualizado em: 20 de junho de 2022 17:07
Eletrobras (ELET3;ELET6): lista de indicados para conselho é única e aceita por consenso, segundo portal

A lista de novos indicados para o conselho de administração da Eletrobras (ELET3;ELET6) é única, sendo todos os nomes aceitos por consenso e não existindo outros candidatos ao colegiado, afirmou o portal “Valor Econômico”. 

No domingo (19), a empresa informou ao mercado os nomes dos indicados pelos acionistas: Carlos Augusto Leone Piani, Daniel Alves Ferreira, Felipe Villela Dias, Ivan de Souza Monteiro, Marcelo de Siqueira Freitas, Marcelo Gasparino da Silva, Marisete Fatima Dadald Pereira, Octavio Cortes Pereira Lopes, Vicente Falconi Campos e Pedro Batista de Lima Filho.

Os indicados substituirão os integrantes do atual conselho, composto por Rui Schneider (presidente), Rodrigo Limp, Bruno Eustáquio Ferreira Castro de Carvalho, Jerônimo Antunes, Ana Silvia Corso Matte, Felipe Villela Dias e Daniel Alves Ferreira, Marcelo de Siqueira Freitas e Ana Carolina Tannuri Laferté Marinho.

Dos conselheiros que renunciaram, três nomes voltam a figurar na chapa: Daniel Alves Ferreira, Felipe Villela Dias e Marcelo de Siqueira Freitas. O atual presidente da Eletrobras, Rodrigo Limp, renunciou apenas ao mandato de conselheiro, permanecendo à frente da companhia como CEO. 

Além dos três que renunciaram e foram novamente indicados, o representante dos funcionários da companhia, Carlos Eduardo Rodrigues Pereira, não renunciou e permanecerá no posto.

No sábado (18), nove dos dez integrantes do Conselho de Administração da Eletrobras (ELET3;ELET6) apresentaram uma carta de renúncia. A empresa, agora privatizada, tinha passando recentemente por um processo de capitalização.

Na carta de renúncia, os conselheiros classificaram o processo de capitalização como “histórico e exitoso”.

Os nove permanecerão nos cargos até a posse dos novos conselheiros, que deverão ser eleitos em Assembleia Geral Extraordinária. A Eletrobras ainda não informou quando a reunião será realizada.

O Conselho de Administração da Eletrobras é composto por onze membros, mas uma posição está vaga. Dos dez atuais conselheiros, o único a não renunciar representa os funcionários da empresa.