Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir
Logo BP Money
Imposto de Renda: Receita Federal libera consulta da restituição
Drake perde mais de R$ 1 milhão após apostar em piloto da Ferrari na Fórmula 1
Paola Carosella: restaurante de chef é atacado nas redes após polêmica
Brasil

Bolsonaro se reúne com fundador da XP, Guilherme Benchimol

Após conversar com Lula em Abril, Guilherme Benchimol foi até o Palácio do Planalto conversar com o presidente Jair Bolsonaro

por Redação BP Money

9 de maio de 2022 22:49Atualizado em: 10 de maio de 2022 16:34
Bolsonaro se reúne com fundador da XP, Guilherme Benchimol

O fundador da XP inc, Guilherme Benchimol, se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro (PL) na semana passada no Palácio do Planalto, segundo informações do jornal "O Globo". A conversa já aconteceu com os demais presenciáveis, como o ex-presidente Lula, João Doria e Sergio Moro.

O fundador da empresa foi bastante criticado ao se reunir com Lula semanas atrás, entretanto, assim que um seguidor lhe cobrou respostas, ele respondeu que o encontro era parte de uma estratégia para discutir ideias para o País, para além de ideologias.

"A agenda é sempre a mesma: como conseguimos ter uma economia estável, juros baixos, inflação controlada e fazer com que os nossos 20 milhões de empreendedores, que empregam mais de 50 milhões de brasileiros, aumentem em quantidade e possam ser cada vez melhores, gerando ainda mais prosperidade para o nosso país. Na minha opinião, quanto mais empreendedores que acreditam no Brasil, façam as coisas certas e, acima de tudo, pensem a longo prazo, mais forte será nosso país", disse Benchimol, em post nas redes sociais.

Crescimento do presidente Jair Bolsonaro nas pesquisas

Nas primeiras pesquisas sobre a corrida presidencial, o presidente Jair Bolsonaro vinha aparecendo bem atrás que o ex-presidente Lula. Entretanto, nas últimas semanas o cenário vem mudando, o Levantamento da XP/Ipespe, divulgado no dia 6 de abril, mostra Bolsonaro com 30% das intenções de voto, e Lula, com 44%.

Nas pesquisas anteriores, do mesmo instituto, o presidente aparecia com 26% dos votos, e Lula com os mesmos 44%. Além disso, o percentual de quem avalia positivamente o governo Bolsonaro também subiu de 30% para 35% nos primeiros três meses deste ano.

Em outra pesquisa, agora da Genial/Quaest, também divulgada em abril, o movimento também é parecido. Em um cenário sem Sergio Moro, Bolsonaro aparece com 31% dos votos, um avanço de cinco pontos percentuais em comparação com a pesquisa anterior, enquanto Lula, assim como na outra pesquisa da XP, se manteve estável.