Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir
Logo BP Money
Imposto de Renda: Receita Federal libera consulta da restituição
Drake perde mais de R$ 1 milhão após apostar em piloto da Ferrari na Fórmula 1
Paola Carosella: restaurante de chef é atacado nas redes após polêmica
Brasil

Bolsonaro (PL) anuncia troca no comando do Ministério de Minas e Energia

Após críticas contra a Petrobras (PETR4), presidente exonerou Bento Albuquerque e nomeou Adolfo Sachsida

por Fabio Santiago

11 de maio de 2022 7:30Atualizado em: 11 de maio de 2022 7:56
Bolsonaro (PL) anuncia troca no comando do Ministério de Minas e Energia

O presidente Jair Bolsonaro (PL) trocou o comando do Ministério de Minas e Energia.

Em anúncio veiculado no DOU (Diário Oficial da União) na manhã desta quarta-feira (11), Bolsonaro anunciou a exoneração do até então presidente do Ministério, Bento Costa Lima Leite de Albuquerque, e nomeou Adolfo Sachsida como novo detentor do cargo.

A alteração no cargo acontece dias após o presidente da república fazer críticas públicas contra a mudança de preços da Petrobras (PETR4), empresa que tem ligação direta com o Ministério.

Na última quinta-feira (5), Bolsonaro contestou diretamente a alteração do preço do óleo diesel nas refinarias da Petrobras, que na semana seguinte, já seriam passados para os postos ao redor do Brasil.

Na ocasião, o presidente citou em suas reclamações os nomes do ex-ministro Bento Albuquerque, e de José Mauro Ferreira Coelho, presidente da Petrobras.

“Vocês não podem, ministro Bento Albuquerque e senhor José Mauro, da Petrobras, não podem aumentar o preço do diesel. Não estou apelando, estou fazendo uma constatação levando-se em conta o lucro abusivo que vocês têm. Vocês não podem quebrar o Brasil. É um apelo agora: Petrobras, não quebre o Brasil, não aumente o preço do petróleo. Eu não posso intervir. Vocês têm lucro, têm gordura e têm o papel social da Petrobras definido na Constituição”, disse Bolsonaro.

Além disso, o presidente também afirmou que os lucros registrados pela estatal são "um estupro", beneficiam estrangeiros e quem paga a conta é a população brasileira.

As reclamações do Chefe de Estado foram realizadas dias antes da divulgação dos lucros da Petrobras no primeiro trimestre de 2022, que foi de R$ 44,561 bilhões.

O lucro registrado foi 3.718% superior à comparação anual, com lucro líquido recorde de R$ 106,6 bilhões.
 

Escolhido por Bolsonaro integrava o Ministério da Economia

O novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, faz parte do governo de Jair Bolsonaro desde a posse do presidente.

Sachsida, que é advogado e Doutor em Economia, já atuou como secretário de Política Econômica, chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos, e professor de universidades como Universidade Católica de Brasília e Universidade do Texas.

Antes de receber a nomeação de Jair Bolsonaro, Sachsida estava atuando como assessor especial da equipe do Ministro da Economia, Paulo Guedes.