Logo BP Money
China: exportações crescem acima do esperado em julho
Golpes bancários disparam e devem gerar prejuízos bilionários em 2022
Negócios

Vibra (VBBR3): ex-Equatorial é forte candidato para assumir companhia

Piani é ex-presidente da Equatorial Energia, onde também é conselheiro, assim como é da própria Vibra

por Redação BP Money

6 de agosto de 2022 12:30Atualizado em: 6 de agosto de 2022 12:39
Vibra (VBBR3): ex-Equatorial é forte candidato para assumir companhia
Vibra de olho em Carlos Augusto Piani | Foto: Divulgação / Vibra Energia

Após a saída de Wilson Ferreira Jr., que pediu seu desligamento e, nesta sexta-feira (5), assumiu a presidência da Eletrobras, a Vibra (VBBR3) tem Carlos Augusto Piani como forte candidato a assumir o comando da companhia. 

Piani é ex-presidente da Equatorial Energia, onde também é conselheiro, assim como é da própria Vibra, negociada na bolsa por R$ 20,5 bilhões. 

Ele faz parte do “conselho estelar” formado para a Vibra, na eleição deste ano em assembleia de acionistas.

O grupo possui nomes como Sérgio Rial, ex-CEO do Santander Brasil, como chairman, Walter Schalka, CEO da Suzano, Nildemar Secches, ex-presidente da Perdigão, da BRF, e Fabio Schvartsman, ex-presidente de Klabin e Vale, além de executivo do Grupo Ultra.

De acordo com a Exame, Piani se credencia por suas várias das habilidades necessárias — como o entendimento técnico do setor, um histórico de gestão competente da Equatorial, e o trabalho em sintonia com o conselho, por ser parte prévia do grupo.

Disputando com Piani, surgem nomes internos da Vibra, como o vice-presidente de finanças, compras e relações com investidores, André Natal, e o vice-presidente de operações logísticas, Marcelo Bragança.

O Conselho de administração está conduzindo o processo. A história do conselho da Vibra tem dois contextos relevantes: a formação de um colegiado forte, para o pós-privatização da ex-BR Distribuidora, e a criação de um coletivo capaz de interagir e agregar com Wilson Ferreira na gestão.

Desejado pela Vibra, Piani é eleito para conselho da Eletrobras

Acionistas da Eletrobras (ELET3;ELET6) aprovaram em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) os novos integrantes do conselho de administração da companhia de energia elétrica, agora privatizada.

Além de Piani, foram eleitos para o Conselho Ivan Monteiro, ex-presidente da Petrobras (PETR3;PET4), Marcelo Gasparino, Octavio Cortes, ex-conselheiro da Light e Marisete Pereira, que já ocupou cargo no Ministério de Minas e Energia.

Ainda foram eleitos Vicente Falconi, que já foi conselheiro da empresa, além dos atuais conselheiros, Marcelo de Siqueira Freitas, Felipe Villela Dias e Daniel Alves Ferreira.

Na ata, a Eletrobras pressionou Carlos Augusto Piani durante reunião desta sexta (5), que deu conta da aprovação da chapa do novo conselho de administração. 

Entre os itens aprovados está: “condicionar a posse do Sr. Carlos Augusto Leone Piani à renúncia de eventuais cargos por ele ocupado nas sociedades que podem ser consideradas concorrentes, quais sejam Equatorial Energia e Vibra Energia”, está escrito no documento, como item aprovado na votação.