Logo BP Money
Criptomoedas: 51% dos latino-americanos já utilizaram ativos digitais, aponta pesquisa da Mastercard
AliExpress anuncia ampliação no número de voos para o Brasil
Negócios

TRXF11 anuncia sua sexta emissão de cotas

Serão oferecidas 818.415 novas cotas, e os papéis custarão R$ 98,25

por Alexandre Puga

23 de junho de 2022 15:12Atualizado em: 23 de junho de 2022 15:52
TRXF11 anuncia sua sexta emissão de cotas

A TRX, gestora do TRX Real Estate Fundo de Investimento Imobiliário (TRXF11), anunciou nesta quinta-feira (23) que realizará sua sexta emissão de cotas. O montante total da oferta é de até R$ 80.000.066,25, com quantidade total de cotas de 818.415. Os papéis serão precificados em R$ 98,25. Listado na Bolsa de Valores desde janeiro de 2020, o TRXF11 atingiu neste mês de junho o número de 45 mil cotistas. 

O fundo, que é categorizado como híbrido, investe principalmente em imóveis de uso logístico e varejista. a TRX conta com 48 imóveis, distribuídos em 33 cidades brasileiras, 13 estados, 96,82% de contratos de locação atípicos e 3,18% típicos com grandes inquilinos, como o Pão de Açúcar (PCAR3), Assaí Atacadista (ASAI3), Sodimac e Big.

Segundo os documentos da emissão de cotas, os atuais cotistas do TRXF11 terão preferência na aquisição e poderão exercê-la entre 28 de junho e 11 de julho de 2022. A data de corte para o exercício do direito é o fechamento de mercado no dia 23 de junho de 2022.

Em 13 de julho de 2022, será disponibilizada a subscrição de sobras e montante adicional, que poderá ser exercido pelos atuais cotistas até 19 de julho de 2022. Em 27 de junho, a oferta será restrita a investidores profissionais.

Os recursos a serem captados no âmbito da oferta restrita serão destinados à aquisição de Ativos Imobiliários, observada a Política de Investimento do Fundo, descrita nos artigos 4º a 14º do Regulamento. 

Caso exista uma grande demanda do mercado, o documento ainda prevê a possibilidade de incremento de até 100% da quantidade de cotas emitidas.

No início do mês, a TRXF11 celebrou dois contratos de locação na modalidade “Built to Suit” no valor total de R$ 135 milhões para aquisição, desenvolvimento e construção de duas lojas à Obramax, atacadista de materiais de construção.