Logo BP Money
Apple (APPL34) e Kim Kardashian lançam nova coleção de fones
Locaweb (LWSA3) é “top pick” no setor, defende BofA
Negócios

Rubens Menin: como bilionário brasileiro perdeu metade da fortuna em um ano?

O bilionário brasileiro, dono da MRV, aparece na 28ª posição no ranking da Forbes

por Redação BP Money

18 de abril de 2022 12:55Atualizado em: 31 de maio de 2022 11:26
Rubens Menin: como bilionário brasileiro perdeu metade da fortuna em um ano?
Foto: Divulgação

O bilionário brasileiro, Rubens Menin, aparece na 28ª posição no ranking das pessoas mais ricas do Brasil, de acordo com a revista Forbes, com uma fortuna estimada em US$ 1,2 bilhão (R$ 5,61 bilhões na cotação atual). 

Entretanto, apesar de ainda ocupar a mesma colocação, Menin acumulava uma fortuna bem maior, na casa dos US$ 2,2 bilhões (R$ 10,29 bilhões). Mas qual o motivo de uma queda tão brusca em menos de um ano?

Isso se dá porque a Forbes utiliza como parâmetro para medir fortunas as ações que os ricos têm na Bolsa de Valores. A lista deste ano se baseou nos preços das ações e nas taxas de câmbio do dia 5 de março para fazer o cálculo do patrimônio líquido.

Veja Também: Bilionários: saiba quem são os brasileiros na lista da Forbes

Por isso, houve uma diferença tão drástica, o que ocasionou em um empresário "mais pobre", tendo perdido metade da sua fortuna. Entretanto, isso pode ser temporário, ou não, a depender do andamento das ações de Menin e do dólar na comparação com o real.

Rubens Menin: o bilionário mineiro
Formado em engenharia civil, Rubens Menin, 65 anos, é casado e pai de três filhos, sendo que todos eles estão à frente de seus negócios. 

Fundou a MRV Engenharia no final da década de 70, empresa que ganhou notoriedade e se tornou a maior da América Latina no ramo após parcerias com programas do governo federal, como o Minha Casa, Minha Vida.

Já em 1994, Menin fundou o Banco Inter, que começou como uma financeira e se tornou um banco digital em 2017. O Softbank possui cerca de 15% do Banco Inter, o negócio mais valioso do clã Menin.

Na comunicação, Menin trouxe a CNN para o Brasil e também comprou recentemente a Rádio Itatiaia, uma das mais tradicionais e de maior audiência em Minas Gerais, segundo o Uol. 

É presidente do conselho de administração da MRV, da Log construtora e incorporadora, que opera galpões logísticos, da Urba, que desenvolve bairros inteligentes, e da AHS Residential, que atua no mercado de moradias populares nos Estados Unidos.

Apaixonado pelo Atlético-MG, Menin virou mecenas do Galo e investiu quase R$ 400 milhões no departamento de futebol do clube. Os resultados logo vieram, como os títulos Brasileiro - 50 anos depois - e da Copa do Brasil. 

Aliando com a MRV, o bilionário também é responsável pelo estádio do Atlético. A Arena MRV contou com doações substanciais do empresário para que o projeto saísse do papel.

MRV e Banco Inter na Bolsa de Valores
A MRV entrou na Bolsa de Valores em 2007, conseguindo levantar R$ 1 bilhão de recursos líquidos. Atualmente seu valor de mercado é de R$ 5,38 bilhões e o lucro por ações está em R$ 1,87.

Leia também: Banco Inter (BIDI11) tem alta de 82% no número de clientes

Já o Banco Inter tem valor de mercado atual de R$ 14,27 bilhões e registrou a maior queda do Ibovespa com a divulgação da prévia operacional do primeiro trimestre de 2022 —baixa de 8,54%, a R$ 16,70. A nível de comparação, as ações do banco de Rubens Menin estavam em R$ 63,30 há exatamente um ano.