Logo BP Money
Criptomoedas: 51% dos latino-americanos já utilizaram ativos digitais, aponta pesquisa da Mastercard
AliExpress anuncia ampliação no número de voos para o Brasil
Negócios

JPMorgan suspende temporariamente centenas de funcionários da área de crédito imobiliário

Medida ocorre após diminuição da demanda pelos serviços com a alta da taxa de juros

por Redação BP Money

22 de junho de 2022 16:56Atualizado em: 22 de junho de 2022 17:02
JPMorgan suspende temporariamente centenas de funcionários da área de crédito imobiliário

O JP Morgan (JPMC34) está colocando centenas de funcionários da área de crédito imobiliário em lay-off (suspensão temporária dos contratos de trabalho) e realocando outras centenas para áreas diferentes, de acordo com o “Bloomberg”. As medidas ocorrem em meio a alta da taxa de juros nos EUA, o que, consequentemente, derruba a demanda do mercado de hipotecas.

De acordo com pessoas familiarizadas com o assunto, mais de 1.000 funcionários serão afetados pela medida, sendo que cerca de metade desses serão transferidos para outras áreas do banco. 

O mercado de hipotecas está sendo duramente afetado com a elevação da taxa básica de juros no país. Na semana passada, o Fed (Federal Reserve, o banco central norte-americano) decidiu aumentar a taxa em 0,75 ponto percentual, o maior aumento desde 1994. 

A alta da taxa de juros por parte do Fed é uma tentativa de conter a inflação, que vem aumentando devido aos conflitos geopolíticos, escalada dos preços das commodities e medidas sanitárias para conter a covid-19 na China. 

Leia também: Inflação: Fed está ‘fortemente’ comprometido em trazer preços para baixo nos EUA, diz Powell

“Nossas decisões quanto ao quadro de funcionários nesta semana foi resultado de mudanças cíclicas no mercado de hipotecas”, afirmou um porta-voz do banco em um comunicado enviado nesta quarta-feira (22). 

“Nós fomos capazes de proativamente transferir muitos funcionários impactados para novos cargos dentro da empresa, e estamos trabalhando para ajudar os empregados restantes a partir de novas vagas internas e externas ao Chase”, afirmou o porta-voz.

Mercado de hipotecas sente o impacto da alta das taxas

Durante a pandemia, enquanto os juros estavam baixos, o mercado de hipotecas se encontrava em alta. No entanto, com o aumento da taxa de juros, as taxas de hipotecas mais que dobraram desde o recorde de baixa, registrado em janeiro do ano passado.

De acordo com dados da Associação Nacional de Corretores de Imóveis divulgados nesta semana, em maio, as vendas de casas usadas nos EUA caíram pelo quarto mês consecutivo. As vendas de casas usadas atingiram o nível mais baixo em quase dois anos. 

Além do JP Morgan, outros credores também têm colocado funcionários em lay-off, como o Wells Fargo, o maior credor hipotecário entre os bancos norte-americanos. As empresas Compass e Redfin também anunciaram redução nas equipes em meio à queda do mercado imobiliário nos EUA.