Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Empresas

Evergrande termina carência sem pagamento

Redação BP Moneyem 7 de dezembro de 2021 17:52
  • O fim desse prazo mostra um possível calote da incorporadora que se prepara para uma das maiores reestruturações de dívida já vistas no país asiático;
  • Estão em atraso US$ 41,9 milhões para um papel com prazo até 2022 e US$ 40,6 milhões para um título com prazo até 2023;
  • A empresa tem pretensão de incluir os títulos offshore e obrigações de dívida privada no que pode ser uma das maiores de todos os tempos na China;

A China Evergrande Group já começou a semana com destaque negativo, após terminar o mês de carência sem pagar alguns detentores de títulos. O prazo referente aos cupons em atraso se encerrou nesta última segunda-feira (6). 

O fim desse prazo mostra um possível calote da incorporadora que se prepara para uma das maiores reestruturações de dívida já vistas no país asiático. 

Até as 00h30, no horário de Nova York, desta terça-feira (7) dois detentores de títulos denominados em dólar vendidos pela subsidiária Scenery Journey disseram que ainda não haviam sido pagos. 

Os cupons, sendo US$ 41,9 milhões para um papel com prazo até 2022 e US$ 40,6 milhões para um título com prazo até 2023, encerraram suas datas de pagamento em 6 de novembro, mas tinham carência de 30 dias. Esses credores pediram anonimato para discutir investimentos privados. 

A incorporadora informou que pretende “se engajar ativamente” com credores offshore em um plano de reestruturação, sem detalhar se vai continuar pagando juros. 

A empresa tem pretensão de incluir os títulos offshore e obrigações de dívida privada no que pode ser uma das maiores reestruturações de todos os tempos na China, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto na segunda-feira (6).

Relacionadas