Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Empresas

BofA: 5 motivos para comprar ações da Raízen

Redação BP Moneyem 15 de outubro de 2021 11:06
  • “Os preços do açúcar e do etanol subiram 18% e 11% em reais, e fornecem risco de alta para nossas estimativas do ano fiscal de 2023", disse o banco;
  • “Vemos várias oportunidades de crescimento que impulsionam um crescimento composto anual do Ebitda entre o ano fiscal de 2022 e 2025 de 10%";
  • “A empresa vem entregando mais do que o esperado nos novos projetos de etanol de 2ª geração (E2G), biogás e energia elétrica”.

O Bank of America (BofA) avaliou que as ações da Raízen devem ser compradas imediatamente, num relatório em que listou cinco motivos para montar uma posição na produtora de biocombustíveis.

Segundo o banco, os papéis da companhia possuem um potencial de valorização de 71%, e um desempenho em linha com o Ibovespa (IBOV).

“A nosso ver, isso não se justifica, apesar das manchetes do setor sucroalcooleiro nas últimas semanas, e são muitos os motivos para estarmos otimistas com a ação. A Raízen tem um perfil de risco e recompensa muito atraente, em nossa opinião, e é uma das nossas principais opções em nossa cobertura”, explicam analistas, de acordo com o Money Times.
 
5 motivos para comprar

1– Rali das commodities. “Os preços do açúcar e do etanol subiram 18% e 11% em reais, e fornecem risco de alta para nossas estimativas do ano fiscal de 2023 (especialmente do lado do etanol). Para uma mudança de 10% em nossas premissas de preço de açúcar e etanol, nosso EBITDA muda em 8%”.

2- Avaliação positiva: “Vemos várias oportunidades de crescimento que impulsionam um crescimento composto anual do Ebitda entre o ano fiscal de 2022 e 2025 de 10% e projetos de médio prazo que podem mais do que dobrar o Ebitda em 10 anos”.

3- Contratos globais de biogás e energia e anúncio da E2G. “A empresa vem entregando mais do que o esperado nos novos projetos de etanol de 2ª geração (E2G), biogás e energia elétrica”.

4- Uma holding de biocombustíveis: “A divisão de renováveis é a maior da Raízen, respondendo por 40% do Ebitda ajustado para o ano fiscal de 2022. Nos próximos 10 anos, metade do crescimento do EBITDA da empresa deve vir dos biocombustíveis”.

5- Desempenho operacional evoluindo positivamente. “Os resultados destacaram a melhoria contínua do desempenho operacional da Raízen. O nível de cana total por hectare atingiu a média de 73 no trimestre, queda de 4% ano a ano, enquanto para São Martinho (SMTO3) foi 15% menor”.

Relacionadas