Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir
Logo BP Money
Imposto de Renda: Receita Federal libera consulta da restituição
Drake perde mais de R$ 1 milhão após apostar em piloto da Ferrari na Fórmula 1
Paola Carosella: restaurante de chef é atacado nas redes após polêmica
Mercado

SVN Gestão anuncia FoF Long Biased com proposta de alta rentabilidade e risco baixo

Gestora aposta na experiência de seus profissionais para proporcionar um bom produto aos investidores

por Juliano Passaro

13 de maio de 2022 16:09Atualizado em: 13 de maio de 2022 18:32
SVN Gestão anuncia FoF Long Biased com proposta de alta rentabilidade e risco baixo

O SVN FOF Long Biased FIM foi anunciado pela SVN Gestão, na última quinta-feira (12), e deve ser lançado na semana que vem. O FoF (fundo de fundos) é destinado aos investidores em geral, entretanto só é possível acessá-lo se for cliente da SVN Investimentos. Em live de apresentação, Leonardo Morales, sócio e diretor da SVN Gestão, e Bruno Bariotto, sócio e gestor da SVN, contaram tudo sobre as metodologias utilizadas pelo FoF e os diferenciais do ativo em relação aos existentes no mercado. Segundo os gestores, o fundo deve entregar uma rentabilidade alta, risco baixo e proteção da carteira para os investidores. 

O FoF Long Biased feito exclusivamente para clientes da SVN conta com análises quantitativas e qualitativas rígidas dos gestores da SVN. Os gestores explicam que, dentro da quantitativa, serão utilizados alguns pontos importantes para análise, como a classificação, alocação, backtest, rebalanceamento e análise do modelo. 

O diretor da SVN Gestão, Leonardo Morales, no mercado há 25 anos, explica que, ao assumir a gestora, em novembro do ano passado, um de seus objetivos era criar novos produtos. “(O SVN FoF Long Biased) é um produto novo, que está saindo do forno, ainda em um mercado que segue muito volátil, turbulento, e acabamos percebendo que não tinha algum produto com uma particularidade como esse que criamos, que é long biased”, disse Morales. 

Leonardo Morales, SVN Gestão

 

Segundo o gestor, o objetivo maior do FoF da SVN é tentar buscar uma rentabilidade próxima de renda variável, mas com uma volatilidade muito mais baixa. O executivo destaca que esta pode ser uma solução para uma alocação em renda variável muito mais completa do que o investimento direto ou em fundos comuns.

“A gente entra em um momento de mercado que segue a aversão ao risco, então esse pode ser um produto adequado para quem já investe em renda variável. Conseguimos alcançar uma rentabilidade muito boa com um risco muito baixo, porque a gente acaba encontrando fundos que são descorrelacionados entre eles”, afirmou Morales.

Um dos principais diferenciais do FoF da SVN é a taxa de administração e também a de performance, segundo os gestores.

“Nosso Fof tem taxas de administração e performance mais competitivas. Quando um fundo investe em outro fundo essa taxa de administração tem um benefício pelo tamanho também, então ela é reduzida e essa redução se dá pelo que chamamos de ‘rebate’ e esse ‘rebate’ a gente tá redirecionando para dentro do próprio fundo. O que isso quer dizer? Além de ter mais acesso, você tem um custo menor, essa é uma grande vantagem pro FoF que estamos estruturando aqui”, explicou Bruno Bariotto, gestor da SVN. 

Para montar sua carteira de fundos, o FoF da SNV Gestão considera tanto a parte qualitativa quanto a quantitativa. Na parte qualitativa, Morales diz que por ter experiência de mais de 25 anos no mercado financeiro sua proximidade com gestores e analistas facilita muito o trabalho e o relacionamento com outros fundos e gestoras. 

“Como eu conheço os gestores ou analistas das gestoras, tenho uma proximidade maior, a gente consegue calibrar a aplicação de cada fundo que vamos aplicar investimentos em cima de algumas oscilações de papéis que sabemos que tem uma concentração naquele fundo ou não, e isso é o que fez que o back test tivesse um resultado muito promissor para o FoF”, disse Morales. 

Veja também: Ex-Asa, Morales irá montar gestora para SVN

Uma outra vantagem citada pelos gestores é o acesso a mais fundos dentro de um único investimento. “Como você pega uma série de investidores com aplicações menores, você dá acesso como se fosse um grande investidor. Então esse investidor com acesso reduzido consegue ter exposição a fundos que têm aportes iniciais mais elevados. Isso permite ao investidor mais acesso a mais fundos”, destacou Bariotto. 

Os gestores também destacam que muitos fundos long biased, ao longo do tempo, têm se tornado muito alavancados, com uma volatilidade acima da bolsa, e quando caem, às vezes, vão a patamares mais baixos do que a queda da bolsa. 

“O nosso trabalho é fazer a seleção de fundos que são realmente long biased. A ideia é trazer, dentro da escolha, fundos que a correlação entre eles faça com que nas altas conseguimos acompanhar a bolsa, mas a gente também quer muito proteger uma parte da queda também. Essa que é a beleza do long biased, é ter proximidade na hora que você vê a alta (da bolsa), e conseguir proteger boa parte das quedas, dada essa descorrelação entre os fundos e a própria exposição”, afirmou Morales. 

O FoF Long Biased FIM da SVN Gestão possui estratégia long biased, é destinado a investidores em geral e tem volatilidade alvo inferior ao Ibovespa. Sua taxa de administração será de 0,80% e a aplicação mínima é de R$ 100. Com administração da XP, o fundo é gerido pela SVN Gestora de Recursos. O benchmark do FoF é IPCA + IMA-B (representa o desempenho dos preços de mercado de títulos públicos NTN-Bs, que variam conforme a inflação) 5+  e sua taxa de performance é de 10% do retorno acima do benchmark.