Logo BP Money
Criptomoedas: 51% dos latino-americanos já utilizaram ativos digitais, aponta pesquisa da Mastercard
AliExpress anuncia ampliação no número de voos para o Brasil
Mercado

No Ibovespa, 90% das empresas fecharam trimestre no azul

Mesmo assim, valor de mercado desse conjunto de ações caiu 14% em relação ao mesmo período de 2021

por Redação BP Money

21 de maio de 2022 11:54Atualizado em: 31 de maio de 2022 11:26
No Ibovespa, 90% das empresas fecharam trimestre no azul

Das 88 empresas financeiras e não financeiras que compõe o Ibovespa, o principal índice de ações da B3, 76 (ou 86% do total) fecharam o primeiro trimestre com lucro líquido, exatamente o mesmo placar do primeiro trimestre de 2021, de acordo com levantamento do "Valor".

Segundo a publicação, entre as empresas do Ibovespa que tiveram lucro nos dois períodos, 40 aumentaram o ganho e 30 diminuíram. No primeiro trimestre de 2020, marcado pelo início da pandemia de covid-19, 25 empresas fecharam no vermelho, quase 30% do total da amostra.

Já em relação às vendas (sem considerar os bancos), 83%, ou 63 empresas, aumentaram a receita e 17%, ou 13 empresas, diminuíram no período. Na comparação do primeiro trimestre do ano passado com o mesmo período, informou o jornal.

Ibovespa teve segunda semana consecutiva de alta

O Ibovespa, principal índice acionário brasileiro, encerrou a sexta-feira (20) em alta de 1,39%, aos 108.488 pontos, consolidando mais uma semana positiva. Nos últimos cinco dias, o índice acumulou alta de 1,59%. O dólar caiu 1,10% na sessão, a R$ 4,87. Na semana, o recuo foi de 3,68%.

Empresas relacionadas às commodities avançaram durante o pregão. Vale (VALE3), CSN (CSNA3), Gerdau (GGBR4) tiveram ganhos de 2,00%, 4,04% e 3,92%. Petrobras (PETR4) e PetroRio (PRIO3) subiram 1,70% e 0,97%, respectivamente.

As companhias energéticas do Ibovespa também se destacaram no índice. Renova Energia (RNEW11), Companhia Energética de Brasília (CEBR6) e a Companhia Energética de Minas Gerais (CMIG3) registraram altas de 8,11%,7,03% e 3,35%, respectivamente. A Eletrobras (ELET6), por outro lado, recuou 0,23%, em semana de aprovação do processo de privatização da companhia pelo TCU (Tribunal de Contas da União).