Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Bolsa

JBS e Marfrig lideram perdas do Ibovespa

Redação BP Moneyem 3 de dezembro de 2021 17:06
  • O preço-alvo da Marfrig caiu de R$ 30 para R$ 23, enquanto o da JBS foi de R$ 45 para R$ 36;
  • A pandemia da covid-19, levou ao aumento do preço da carne, com uma menor oferta pelo fato de que vários frigoríficos foram fechados durante os picos de infecções da doença.

Os frigoríficos lideram as perdas do Ibovespa na sessão desta sexta-feira (3), a Marfrig (MRFG3) e a JBS (JBSS3) registravam queda de 7,77% e 4,70%, respectivamente, por volta das 17h. O mercado repercutiu a revisão da recomendação do Bradesco BBI, na qual rebaixou a posição dos papéis para “neutro”. O preço-alvo da Marfrig caiu de R$ 30 para R$ 23, enquanto o da JBS foi de R$ 45 para R$ 36.

“As margens da carne bovina dos EUA estão se deteriorando mais rapidamente do que esperávamos, caindo 44% no ano”, abre o analista Leandro Fontanesi em relatório do banco. “Embora a volatilidade continue no futuro, uma nova redução na oferta de gado pode levar os custos dos frigoríficos ainda mais para cima”.

A pandemia da covid-19, segundo Fontanesi, levou ao aumento do preço da carne, com uma menor oferta pelo fato de que vários frigoríficos foram fechados durante os picos de infecções da doença. Essa movimentação acabou também por diminuir o preço do gado, com o estoque aumentando nas fazendas. As companhias, então, melhoraram suas margens nas duas pontas.

“Esses efeitos agora foram absorvidos. A capacidade de frigoríficos já está sendo totalmente utilizada e os estoques de gado caíram”, explica o analista. As margens da JBS e da Marfrig nos EUA, então, estão diminuindo mais rapidamente do que esperado pelo banco e os custos com os bovinos podem aumentar ainda mais, uma vez que a projeção é que a oferta de gado caía 2%.

Relacionadas