Logo BP Money
Criptomoedas: 51% dos latino-americanos já utilizaram ativos digitais, aponta pesquisa da Mastercard
AliExpress anuncia ampliação no número de voos para o Brasil
Mercado

Ibovespa futuro abre em queda impulsionado por declarações do FED

Novas altas da inflação no Reino Unido e nos EUA são destaques

por Redação BP Money

18 de maio de 2022 9:21Atualizado em: 31 de maio de 2022 8:22
Ibovespa futuro abre em queda impulsionado por declarações do FED

O Ibovespa futuro opera em queda nesta quarta-feira (18). Por volta das 9h15 (de Brasília), o índice recuava 0,39% a 109.592 mil pontos, puxado pelos novos rumos que a inflação pode ter nos EUA.

A declaração de Jerome Powell, presidente do FED (Federal Reserve, banco central norte-americano), realizada na última terça-feira (17), mexeu com as projeções do Ibovespa Futuro.

O comandante do banco norte-americano afirmou que há amplo apoio entre os membros do Fomc (Comitê Federal de Mercado Aberto) para um aumento de 50 pontos-base no mês de junho.

Segundo Powell, “a redução da inflação no país será uma ‘tarefa desafiadora’ e provocará algum dano à economia, mas o mercado de trabalho se manterá forte durante o aperto monetário”.

A empresa norte-americana de análises do mercado, CME Group, indicou que a taxa de juros básica na região deve ultrapassar a marca de 4% no próximo ano.

No Brasil, a alta do petróleo nesta quarta (18) pode impulsionar as ações da Petrobras (PETR4) e o mercado nacional, principalmente após as críticas do presidente da república Jair Bolsonaro (PL).

A retomada do processo de privatização da Eletrobras (ELET6) também segue no radar dos acionistas, que aguardam um “sinal verde” do TCU (Tribunal de Contas da União).

Além disso, as novas declarações do diretor do Banco Central, Bruno Serra, também podem indicar novos rumos para a taxa básica de juros no País.

Enquanto isso, no mercado europeu, as bolsas da região operam com oscilação após recorde de inflação na região.

O índice de inflação no mês de abril no Reino Unido acelerou a 9% na base anual, marca recorde em 40 anos.

Com isso, aumentam as pressões para aperto das políticas monetárias por parte do BCE (Banco Central Europeu) e também pelo BoE (Banco da Inglaterra), que possuem o índice de 2% como meta para inflação. 

Já na Ásia, as bolsas fecharam com ganhos na última terça (17), com exceção das ações de Xangai.

A bolsa chinesa fechou em baixa, após a queda dos preços médios de novas moradias em torno da China. A média sofreu seu primeiro declínio desde novembro de 2015, período em que o país entrou numa recessão econômica.

De volta ao mercado doméstico, a Fleury (FLRY3) e seus parceiros Atlântica Hospitais e Real e Benemérita Associação Portuguesa de Beneficência, anunciaram o investimento de R$ 678 milhões para criação de novas clínicas especializadas no tratamento de tumores.

Por fim, as projeções do Ibovespa Futuro também analisam as decisões corporativas no País. A Cielo (CIEL3) informou que o valor do pagamento final por ação dos JPC (Juros Sobre Capital Próprio), referentes ao primeiro trimestre de 2022, será de R$ 0,02420743314.