Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Bolsa

Abertura: Ibovespa tem leve alta de 0,11%

Redação BP Moneyem 14 de janeiro de 2022 10:43

    O Ibovespa iniciou a sessão desta sexta-feira (14) positivamente com leve alta de 0,11%, aos 105.704 pontos, por volta das 10h11 (horário de Brasília). O dólar tinha alta de 0,30% e era negociado a R$ 5,54 .

    O principal indicador da bolsa brasileira abriu em ritmo otimista, com investidores atentos aos dados nacionais e internacionais agendados para serem divulgados nesta manhã.

    O mercado brasileiro acompanha nesta sexta-feira (14) os indicadores econômicos divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

    Destaca-se no radar a divulgação do volume de vendas do comércio varejista que avançou 0,6% em novembro de 2021, na série com ajuste sazonal, após registrar alta de 0,2% em outubro, aponta a Pesquisa Mensal de Comércio do IBGE.

    O varejo cresceu acima do teto das expectativas em novembro, apresentando mais uma surpresa positiva para o mercado após a divulgação dos dados de serviços na quinta-feira (13), que reforça a aposta dos investidores de alta de 1,5 ponto percentual da Selic em fevereiro. 

    A produção da indústria brasileira, por sua vez, recuou em oito dos 15 locais pesquisados em novembro frente a outubro, conforme dados da Pesquisa Industrial Mensal Regional (PIM Regional), divulgada pelo IBGE, nesta sexta. 

    Em relação a novembro de 2020, o indicador registrou queda em dez dos 15 locais pesquisados. Considerando o resultado acumulado em 12 meses, houve taxas positivas em 10 dos 15 locais pesquisados.

    Os investidores acompanharam a divulgação de dados internacionais ainda nesta manhã. A balança comercial da zona do euro, que registrou déficit comercial pela primeira vez desde 2014.

    A China por sua vez, apresentou um superávit comercial recorde no mês de dezembro de 2021, chegando a US$ 94,46 bilhões, o maior desde que a série histórica foi iniciada em agosto de 1994. 

    Na Alemanha, o Produto Interno Bruto (PIB) registrou a alta de 2,7% em 2021, frente ao ano anterior.

    No cenário externo, o mercado aguarda a divulgação das vendas no varejo de dezembro dos Estados Unidos, no qual a expectativa são de números estáveis. Economistas esperam estabilidade na comparação mensal e alta de 17% na base anual. 

    Além disso, também presente na agenda econômica estadunidense, será informado o núcleo do varejo norte-americano, que exclui automóveis, combustíveis, materiais de construção e alimentação, referente ao mesmo período. Em meio a discussões sobre o aumento de juros, a estimativa é que suba 0,20%.

    Dados sobre o comércio dos EUA através da variação nos preços de bens importados e exportados de dezembro e produção industrial de dezembro também são aguardados para esta manhã.

    A brMalls (BRML3) liderava o início do pregão com maiores ganhos ao registrar avanço de 3,95%, a R$ 3,95.

    Enquanto a Bradespar (BRAP4) registrava pior desempenho com recuo de 2,52%, a R$ 26,69.

    No radar corporativo nacional, o destaque do noticiário corporativo desta sexta-feira (14) é a aquisição de 67% da Log-In pela MSC em leilão de oferta pública de ações (OPA) realizado na quinta-feira (13). Além disso, a Minerva aprovou o início dos estudos para um potencial processo de redomiciliação.

    O Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX) da B3 iniciou o dia com alta de 0.32% aos 2.774 pontos.

    O ativo BCFF11 se destacava com maior alta no início da sessão desta sexta-feira (14) com avanço de 2.15%, a R $69,73.

    Por outro lado, o ativo VCJR11 iniciava o dia com tropeços ao registrar recuo de 0,69% a R$ 99,5.


    Pré-abertura da Bolsa

    Na sessão desta sexta-feira (14), os principais mercados internacionais operam sem sentido definido, com os índices futuros norte-americanos registrando leves altas, após o recuo da véspera, e as bolsas europeias e asiáticas ficando em território negativo, também afetadas pelas falas de autoridades estadunidenses.

    Além disso, investidores se atentam à temporada de resultados trimestrais com os dados do Citigroup, JP Morgan e Wells Fargo, à medida que a agenda econômica dos Estados Unidos traz os números do varejo e da indústria. Já por aqui, o destaque também está para os dados do varejo que serão divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    Confira a pré-abertura do mercado aqui.
     

    Relacionadas