Logo BP Money
China: exportações crescem acima do esperado em julho
Golpes bancários disparam e devem gerar prejuízos bilionários em 2022
Internacional

Voos são cancelados devido a greve em aeroportos na França

14% das viagens previstas para Paris foram interrompidas

por Redação BP Money

2 de julho de 2022 15:23Atualizado em: 2 de julho de 2022 16:40
Voos são cancelados devido a greve em aeroportos na França
Divulgação/Air France

As autoridades francesas anunciaram o cancelamento de 14% dos voos de aeroportos de Paris devido a greve de trabalhadores do setor.

A recessão acontece não somente na França, mas também em países como Reino Unido e Holanda. Entretanto, o maior impacto dos voos neste sábado (2) foi na cidade parisiense.

Os sindicatos franceses já anunciaram que desejam seguir com a greve no próximo domingo (3), contudo, ainda não há notícias de cancelamentos para a data, de acordo com informações do “Estadão/Broadcast”.

Caso não haja um consenso entre os administradores de aeroportos de Paris e os grevistas, a promessa é de que os protestos se estendam para o próximo final de semana.

O aeroporto Charles de Gaulle, da comuna parisiense Roissy, já sentiu os impactos da greve. Diversas empresas que operam no local registraram falhas sistemáticas, em que, na última sexta-feira (1), foram realizadas 15 viagens sem bagagens.

Além disso, a última sexta (1) também marcou o cancelamento de 17% dos voos na cidade de Paris, porém, os cancelamentos foram reportados dois dias antes para os passageiros.
 

Problemas nos voos estão frequentes em diversas regiões da Europa

Grandes cidades como Londres e Amsterdã já vinham sofrendo duros impactos não só das graves, mas também da recessão econômica provocada pela pandemia da Covid-19.

Demissões em massa aconteceram no setor durante o período, o que desequilibrou a relação entre mão de obra e demanda atualmente. Como o número de empregados diminuiu e a procura – após dois anos – aumentou fortemente, os aeroportos europeus seguem em colapso.

No cenário francês, a greve é realizada por profissionais do setor de bombeiros. Em greve desde a última quinta-feira (30), os trabalhadores pedem reajuste nos salários e melhores condições de carga horária.

De acordo com apuração do “Associated Press”, o aeroporto com voos menos afetados neste sábado (2), até o momento desta publicação, é o aeroporto de Orly, no sul de Paris.