Logo BP Money
Criptomoedas: 51% dos latino-americanos já utilizaram ativos digitais, aponta pesquisa da Mastercard
AliExpress anuncia ampliação no número de voos para o Brasil
Internacional

Tesla (TSLA34) aumenta preços de carros elétricos por conta de custos crescentes

O setor automobilístico luta contra custos crescentes de transporte, matérias-primas e mão de obra

por Alexandre Puga

16 de junho de 2022 14:29Atualizado em: 16 de junho de 2022 14:37
Tesla (TSLA34) aumenta preços de carros elétricos por conta de custos crescentes

A Tesla (TSLA34) elevou os preços de alguns de seus carros em até US$ 6 mil por causa dos custos crescentes ao longo de sua cadeia de suprimentos. O setor automobilístico enfrenta custos crescentes de mão de obra, transporte e matérias-primas.

O bilionário sul-africano Elon Musk, CEO da fabricante de veículos elétricos, disse que planeja cortar 10% de sua força de trabalho assalariada. A notícia veio depois de uma onda de contratações que aumentou o número de funcionários da empresa em 45% em apenas um ano.

A empresa elevou os preços pela última vez em março, após Musk alertar em uma publicação no Twitter (TWTR34) que a Tesla e SpaceX “estão observando uma pressão inflacionária recente significativa em matérias-primas e logística”.

O último aumento de preço se aplica a determinados carros em toda a linha da Tesla. O carro de longo alcance Model 3 agora está custando US$ 57.990, segundo o site da empresa nesta quinta-feira (16), acima do preço anterior de US$ 55.990. 

A Tesla elevou o preço de seu popular carro de longo alcance Modelo Y em US$ 3 mil, enquanto a versão de performance do carro teve um aumento de US$ 2 mil, de acordo com o site da empresa. A empresa elevou o preço de sua tração integral com motor duplo Model S em US$ 5 mil e em sua tração integral com motor duplo Model X em US$ 6 mil para US$ 120.990.

Em abril, Musk disse que os preços levam em conta listas de espera de meses para seus carros, bem como expectativas de que os custos continuarão a subir. Musk acrescentou na época que, se os aumentos de custos esperados da empresa não se concretizarem, a Tesla pode reduzir ligeiramente os preços. 

A Tesla foi duramente atingida por paralisações de produção na China, onde as restrições governamentais relacionadas à covid-19 reduziram a produção na maior fábrica da empresa em volume.