Logo BP Money
Criptomoedas: 51% dos latino-americanos já utilizaram ativos digitais, aponta pesquisa da Mastercard
AliExpress anuncia ampliação no número de voos para o Brasil
Internacional

Criptomoedas: Powell não vê risco sistêmico, mas defende regulamentação de ativos digitais

O dirigente também afirmou que o Fed está monitorando o mercado cripto com "muito cuidado"

por Redação BP Money

22 de junho de 2022 18:31Atualizado em: 22 de junho de 2022 19:03
Criptomoedas: Powell não vê risco sistêmico, mas defende regulamentação de ativos digitais

A regulamentação das criptomoedas segue sendo pauta para autoridades ao redor do mundo. Jerome Powell, presidente do Fed (Federal Reserve, o banco central norte-americano), foi perguntado sobre os criptoativos nesta quarta-feira (22) e defendeu uma estrutura regulatória para o setor. 

Powell deu algumas declarações ao Senado nesta quarta, quando falou sobre a inflação persistente no país e a possibilidade de recessão nos EUA. Durante a audiência, ele afirmou que um pouso suave da economia “será muito desafiador” e que uma recessão é “certamente uma possibilidade”.

Quando perguntado sobre regulações envolvendo criptomoedas e a recente crise do mercado de criptoativos, Powell afirmou que o Fed está "acompanhando esses eventos com muito cuidado”. Neste fim de semana, o Bitcoin (BTC), principal criptomoeda do mercado, caiu ao preço mais baixo desde novembro de 2017, aprofundando a crise no setor. 

Leia também: Corretoras de criptomoedas congelam saques em meio à queda de ativos

No entanto, o dirigente afirmou que o Fed não está vendo “implicações macroeconômicas significativas até agora” e defendeu a necessidade de uma melhor estrutura regulatória para o setor. 

“A mesma atividade deve ter a mesma regulamentação, não importa onde apareça, e esse não é o caso agora porque muitos dos produtos financeiros digitais, de certa forma, são bastante semelhantes aos produtos que existiam no sistema bancário ou nos mercados de capitais, mas eles não são regulados da mesma forma”, afirmou. 

Autoridades se movimentam para regulamentar criptomoedas

No último mês, a questão da regulamentação de criptomoedas foi pauta para autoridades de diversos países. O Japão aprovou, no início do mês, uma lei que estabelece o status legal das stablecoins, a fim de proteger o investidor de colapsos de ativos. 

Leia também: Criptomoedas e sua integração à economia ameaçam a estabilidade financeira, alerta BCE

Em Nova York, o Departamento de Serviços Financeiros, o regulador bancário e financeiro do estado, publicou determinações para as criptomoedas. De acordo com o documento, as stablecoins negociadas no estado de Nova York devem ser totalmente lastreadas por determinados ativos, que devem ficar segregados dos fundos operacionais dos emissores. No Brasil e em outros países também estão sendo discutidas leis específicas para o setor.