Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir
Logo BP Money
Uber: motorista ganha mais de R$ 1 milhão após ajudar influencer roubada
Criptomoeda LUNA: conheça empresário que fez investidores perderem US$ 40 bi
Hotel brasileiro é eleito o segundo melhor do mundo em 2022
BP Entrevista

Leonardo Morales fala sobre estratégias na SVN

O mais novo diretor e sócio da SVN Gestão de Recursos, Leonardo Morales, antecipou,  em entrevista exclusiva à BP Money, as estratégias de sua direção.

por Brenda Roberta

10 de novembro de 2021 12:00
Leonardo Morales fala sobre estratégias na SVN

O mais novo diretor e sócio da SVN Gestão de Recursos, Leonardo Morales, antecipou, em entrevista exclusiva à BP Money, as estratégias que serão traçadas nesta nova empreitada pela nova gestora criada através da parceria com a SVN investimentos, credenciada pela XP Investimentos.

Morales prevê que a gestora pretende ter um leque de produtos variados. O executivo aposta nos fundos de fundos por ser uma alternativa na diversificação dos investimentos. Os fundos de fundos (FOF) são uma escolha mais simples para investir, especialmente para quem não tem muito tempo para cuidar dos investimentos. Este tipo de investimento permite a diversificação do valor investido entre diversos fundos com apenas uma aplicação, uma vez que se aplicam em cotas de outros fundos de investimento.

“É uma alternativa interessante hoje em dia porque quando a gente fala em investimento, a diversificação é inevitável. Quando se trata de ações é preciso haver versatilidade em vários setores das empresas, e por que não de ficar em vários fundos?”, indaga Morales e completa “às vezes fica difícil pro cliente colocar em cinco, seis tipos de fundos diferentes, porque a parte tributária não fica muito clara. O FOF, permite aplicar em vários fundos diferentes e acaba tendo esse benefício tributário, a compensação, de forma automática”.

Liderando como executivo-chefe na SVN, um dos principais players do mercado de gestão e recursos, Morales afirma que a ideia é usar a experiência acumulada durante os 25 anos de mercado para selecionar os melhores fundos para montar o FOF. O novo diretor e sócio destaca que a gestora também dará atenção às carteiras exclusivas sobre clientes que possuírem poder aquisitivo maior que terão um fundo próprio montado exclusivamente para cada um.

“Criaremos carteiras exclusivas avaliando as especificidades do perfil de cada cliente para poder, enfim, sempre atingir o maior retorno possível, dado o perfil adequado de risco para cada investidor”, disse. 

A respeito do mercado de escritórios de agentes autônomos, o executivo acredita que a modalidade tem ganhado corpo e acrescenta que à medida que estes escritórios têm crescido, proporcionalmente apresentam outras frentes com demais parcerias. A montagem da nova gestora de recurso é reflexo da realidade de transformação no mercado de investimentos, onde grandes escritórios que possuem um alto poder de distribuição, conseguem alcançar o que gestoras de recursos penam para conquistar. “Eu acho que esse movimento está mais recente. Acredito que veio pra ficar e só tem a crescer a partir de agora”, destaca o sócio.