Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Dinheiro

Nomeação de Raskin no Fed deixa Wall Street em alerta 

Redação BP Moneyem 14 de janeiro de 2022 17:04

    A Casa Branca anunciou que Sarah Bloom Raskin, ex-diretora do Fed e funcionária do Tesouro durante o governo Obama, vai substituir Randal Quarles nomeado vice-chair do Fed para supervisão pelo ex-presidente  Donald Trump, em 2017. 

    Acontece que decisão de Joe Biden de nomear Sarah Bloom Raskin para liderar a regulação e supervisão do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) vai colocar uma progressista no cargo mais poderoso de vigilância dos bancos de Wall Street. O anuncio foi feito nesta sexta-feira (14). 

    Quarles renunciou ao cargo em outubro e deixou o BC dos Estados Unidos no fim de dezembro de 2021. 

    Biden também escolheu os economistas Lisa Cook e Philip Jefferson para ajudar a compor a diretoria do Fed. 

    É esperado que Raskin possua uma postura muito mais dura no que se trata da Wall Street do que Quarles. Isso acabou irritando os progressistas com uma abordagem agradável ao setor bancário, que incluiu a flexibilização de várias regras introduzidas após a crise financeira global de 2007-2009. 

    Raskin ainda precisa ter a nomeação confirmada por um Senado estreitamente dividido entre democratas e republicanos, no qual pode enfrentar recepção altamente partidária. No entanto, ela já foi confirmada duas vezes antes, mas esses votos antecederam o atual rancor partidário que permeia o Capitólio.

    Relacionadas