Logo BP Money
Ações da Heringer (FHER3) recuam mais de 12% com alerta de fraude
Ações do Nubank (NUBR33) disparam após balanço do 2T22
Economia

Inflação: preço da cesta básica em São Paulo supera valor do salário mínimo

O valor da cesta avançou 1,36% em maio na comparação com abril

por Redação BP Money

26 de junho de 2022 15:11Atualizado em: 26 de junho de 2022 15:14
Inflação: preço da cesta básica em São Paulo supera valor do salário mínimo
Freepik

A inflação segue avançando e afetando o poder de compra dos brasileiros. De acordo um levantamento feito pelo Núcleo de Inteligência e Pesquisas do Procon-SP, o preço médio da cesta básica na cidade de São Paulo já ultrapassou o valor do salário mínimo em maio.

O levantamento, feito em convênio com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), apontou que o preço médio da cesta chegou a R$ 1.226,12 em 31 de maio. O valor teve um aumento de 1,36% em relação a média de abril, que foi de R$ 1.209,71. Dessa forma, ultrapassou o salário mínimo, de R$ 1.212.

Leia mais: Histórico de inflação alta ajudou o Brasil nos últimos anos, segundo especialistas

De acordo com os dados da inflação no Brasil, os grupos alimentação e limpeza, que compõem a cesta básica, tiveram alta de 1,7% e 0,36%, respectivamente. Dos 39 produtos pesquisados, na variação entre abril e maio, 27 registraram alta, enquanto três permaneceram estáveis. Apenas nove apresentaram queda no preço.

Os produtos que registraram as maiores altas foram a cebola (31,7%), desodorante spray (6,8%), salsicha avulsa (6,33%), queijo mussarela fatiado (5,55%) e farinha de mandioca torrada (4,91%).

As maiores quedas foram o papel higiênico fino branco (8,85%), biscoito recheado (5,91%), absorvente aderente (4,27%), sabão em barra (1,65%) e frango resfriado inteiro (1,6%).

Leia mais: Dia de São João: produtos tradicionais da festa estão até 66% mais caros, diz IBGE

O Procon-SP esclareceu que existem diversos motivos que justificam as oscilações nos preços dos produtos, como problemas climáticos, questões sazonais, escassez ou excesso de oferta ou demanda, preços das commodities, variações cambiais, formação de estoques e desonerações de tributos.

O preço da cesta básica aumentou 18,07% em 12 meses. Em maio de 2021 o valor era de R$ 1.038,45. Nesse ínterim, os produtos que tiveram a maior alta foram café em pó (95,6%), batata (70,04%) e biscoito água e sal (48,84%).

Na sexta-feira (24), o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou o IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15) de junho. O índice, considerado a prévia da inflação oficial do Brasil, teve alta de 0,69% na comparação com o mês anterior. No acumulado dos últimos 12 meses, a alta é de 12,04%.