Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Dinheiro

Guia semanal: o que você precisa saber antes de operar esta semana

Redação BP Moneyem 28 de novembro de 2021 12:30
  • O Ibovespa continuou caindo, fechando mais uma semana com a negativa de 3%;
  • Na quarta-feira (1) será divulgado o resultado da balança comercial de novembro;
  • O consolidado das contas públicas de outubro sai na quinta-feira (2) e os analistas do Itaú esperam um superávit de R$ 31,4 bilhões. 

O mercado inicia a última semana de novembro com o baque desta sexta-feira (26), quando o Ibovespa fechou em forte queda. Nos próximos dias a preocupação dos investidores deve aumentar, devido ao avanço de Omicron, nova variante da Covid-19. 

O feriado de Ação de Graças reduziu a sessão em Nova York, fazendo com que as Bolsas na ocasião desabaram em um dia de baixa liquidez. Em poucas horas era possível ver as Bolsas europeias despencando com baixas de 3% e 5%, enquanto a Nasdaq, S&P 500 e Dow Jones caíam mais de 2%. O Ibovespa continuou caindo, fechando mais uma semana com a negativa de 3%. 

Na terça-feira (30), os investidores irão conhecer os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) do mês de setembro, que segundo o Itaú, pode trazer revisões importantes no setor de emprego capazes de impactar a série histórica do PIB. O resultado leva em consideração o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que utiliza o indicador como referência para medir o PIB de alguns setores. 

Já no segmento político, os holofotes estão apontados para o andamento da PEC dos Precatórios no Senado. Inicialmente, a votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) está marcada para a próxima quarta-feira (1). Caso a votação ocorra, a PEC poderá ser votada no plenário do Senado, porém, em caso de alterações significativas no texto-base, a matéria pode acabar retornando à Câmara, causando atraso no trâmite perto do recesso parlamentar. 

Ainda na quarta-feira (1) será divulgado o resultado da balança comercial de novembro, com uma estimativa de déficit esperado pelo Itaú de US$ 1,7 bilhões, número muito pior do que o superávit registrado no mesmo período de 2020, de US$ 28,2 bilhões. O consolidado das contas públicas de outubro sai na quinta-feira (2) e os analistas do Itaú esperam um superávit de R$ 31,4 bilhões. 

Já o destaque da semana, relatório do PIB do terceiro semestre deste ano, sai na quinta-feira (2) e já os analistas do Itaú preveem estagnação em relação ao segundo trimestre e crescimento de 4,3%, comparado ao mesmo período de 2020, que ainda estava fortemente impactado pela pandemia. 

Segundo o Itaú, no PIB do terceiro trimestre, o setor agrícola vai apresentar retração de 5,4%, enquanto a indústria deve permanecer estável e o setor de serviços possivelmente vai mostrar uma expansão de 1,4% na comparação trimestral. “O setor de bens está em declínio, enquanto a fonte de crescimento marginal é a normalização do setor de serviços”, disseram os analistas. 

Em seu relatório, o Bradesco disse que “após exibir retração de 0,1% no segundo trimestre, a atividade econômica deve ter ficado estável nos três meses seguintes”. 

Relacionadas