Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Dinheiro

EUA libera 50 milhões de barris de petróleo de reservas

Redação BP Money em 24 de novembro de 2021 9:29
  • Estados Unidos utilizará as reservas estratégicas de petróleo para tentar ocasionar a queda dos preços da commodity;
  • Presidente Joe Biden declarou que a ação é iniciativa que fará uma diferença, mas que isso levará tempo;
  • Na terça-feira, o preço dos barris de petróleo registraram forte alta, resultando na disparada das ações da Petrobras.

O Estados Unidos anunciou nesta terça-feira (23) que utilizará, com outros países incluindo a China, as reservas estratégicas de petróleo para tentar ocasionar a queda dos preços da commodity.

Conforme o comunicado da Casa Branca, o país irá liberar 50 milhões de barris de petróleo. O presidente Joe Biden declarou que a ação é iniciativa que “fará uma diferença” nos preços da gasolina no país.  "Isso levará tempo, mas em breve devemos ver o preço da gasolina baixar", afirmou.

Ainda na terça-feira, o preço dos barris de petróleo registraram forte alta. Por volta das 15h50, o barril Brent avançava a 3,32%, negociado a US$ 82,46 (R$ 459,28, na cotação atual). O barril de petróleo WTI tinha alta de 2,55%, a US$ 78,72 (R$ 78,72) - veja mais aqui

Com o impulso da commodity, as ações da Petrobras também disparam, com aumento de 5,18% para os papéis PETR3 e 6,07% no PETR4.

Segundo a AFP (Agence France-Presse), em Washington, nos EUA, um funcionário de alto escalão do governo norte-amerciano disse que a liberação começará entre meados e final de dezembro. Outras intervenções para estabilizar o mercado podem ser feitas. 

A Ìndia também cogita vender cerca de 5 milhões de barris de petróleo de seus estoques, como parte da operação coordenada pelos EUA, de acordo com a Bloomberg. O volume de liberação equivale aproximadamente a um dia de consumo de petróleo bruto da Índia (veja mais aqui).

Relacionadas