Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.

Dinheiro

Escassez de peças provoca paralisação das fábricas

Redação BP Money em 18 de setembro de 2021 14:00

    A crise do abastecimento de componentes segue sendo um problema para o setor automotivo, que está passando por paradas que dificultam a recomposição dos estoques.

    Segundo o Estadão, 21 fábricas de automóveis estão em funcionamento no Brasil, sendo que dessas, sete operam atualmente com linhas reduzidas ou têm paralisações, geralmente de dez dias, com projeções de acontecer até o próximo mês. 

    A Volkswagen teve os modelos Gol e Voyage completando duas semanas seguidas, nesta sexta (17), sem produção na fábrica de Taubaté (SP), unidade onde interrupções frequentes vêm ocorrendo desde junho. Em uma fábrica localizada no ABC paulista, a companhia informou ao sindicato dos metalúrgicos que pode suspender por dez dias a produção de modelos Polo, Virtus, Nivus e Saveiro. Caso não haja estoque mínimo de peças até 27 de setembro, a fábrica deve voltar a parar.

    Já a Fiat, vem alternando desde março deste ano as férias de grupos de funcionários em Betim (MG). O último grupo, reunindo 300 trabalhadores, ocorreu na quarta-feira (15). 

    Ainda na quarta-feira, a Hyundai suspendeu por dez dias o segundo turno da fábrica de Piracicaba (SP). Na quinta, a Honda em Itirapina (SP) teve suas atividades paradas, além da Renault no Paraná. 

    De outra forma, a fábrica da General Motors em Gravataí (RS) está retomando as atividades aos poucos após cinco meses parada.

    Relacionadas