Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir
Logo BP Money
Drake perde mais de R$ 1 milhão após apostar em piloto da Ferrari na Fórmula 1
Paola Carosella: restaurante de chef é atacado nas redes após polêmica
Infleet: logtech baiana capta R$ 2,6 milhões com DOMO e Bossanova liderando
Economia

Emissões de debêntures incentivadas são recorde em 2021 

Segundo o Ministério da Economia, os lançamentos desses papéis somaram R$ 47,2 bi em 2021 

por Redação BP Money

21 de janeiro de 2022 18:13
Emissões de debêntures incentivadas são recorde em 2021 

Os títulos privados isentos de Imposto de Renda (IR), que financiam projetos de infraestrutura, as debêntures incentivadas, fecharam o ano passado com taxa recorde.  O ano de 2020 foi de queda e as emissões atingiram R$ 28,04 bilhões em captações, os lançamentos desses papéis somaram R$ 47,2 bilhões em 2021. 

De acordo com a Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia, o avanço de 68,3% das emissões se deve a recuperação econômica, que elevou o número de empreendimentos financiados por esses instrumentos. O total de projetos subiu de 58 em 2020 para 124 em 2021, registrando outro recorde. 

Atualmente, são cerca de R$ 167,47 bilhões de títulos como esse em circulação no mercado. As debêntures incentivadas foram lançadas em 2012 e permitem que as empresas peguem dinheiro emprestado de investidores para financiar projetos na área de infraestrutura ou projetos de investimentos em geral. Já no caso dos empreendimentos em infraestrutura, podem ser financiados apenas os projetos definidos como prioritários conforme o Decreto 8.874, de 2016. 

Do montante de R$ 167,47 bilhões de debêntures incentivadas em circulação, cerca de R$ 149,27 bilhões financiam empreendimentos de infraestrutura. Os outros R$ 18,2 bilhões financiam investimentos em geral. Claramente os papéis relacionados à infraestrutura, os projetos de energia foram os que mais receberam recursos das debêntures especiais, com R$ 100,01 bilhões levantados desde 2012.