Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Dinheiro

Emirates quer aumentar operação no Brasil

Folhapressem 27 de outubro de 2021 14:05
  • A companhia aérea deseja chegar ao primeiro lugar entre os "hubs" de distribuição de passageiros internacionais;
  • O voo direto entre a cidade dos Emirados Árabes Unidos e o Rio de Janeiro deverá ser retomado até o fim deste ano;
  • Já São Paulo voltará a receber em sua rota diária com Dubai o Airbus A380, o maior avião do mundo;
  • As informações foram dadas pelo presidente da Emirates, Ahmed bin Said al Maktoum.

A Emirates, companhia aérea do emirado de Dubai, quer aumentar sua operação no Brasil para chegar ao primeiro lugar entre os "hubs" de distribuição de passageiros internacionais.

O voo direto entre a cidade dos Emirados Árabes Unidos e o Rio de Janeiro, que foi suspenso com a pandemia da Covid-19 e cancelado em agosto do ano passado, deverá ser retomado até o fim deste ano.

Esta rota será operada pelo Boeing-777 da empresa, que transporta até 340 passageiros. Ele seguirá de lá para Santiago (Chile), ampliando a malha da Emirates na América Latina.

Já São Paulo voltará a receber em sua rota diária com Dubai o Airbus A380, o maior avião do mundo, que transporta até 516 pessoas.

As informações foram dadas pelo presidente da Emirates, Ahmed bin Said al Maktoum, em uma reunião com o governador João Doria (PSDB-SP) nesta quarta (27) em Dubai.

O emirati afirmou que que ver Dubai como maior hub internacional em 2022. Até 2019, o aeroporto mais movimentado do Oriente Médio oscilava entre terceiro e quarto lugar no ranking.

Em 2020, liderou, mas a base de passageiros estava altamente deprimida pelos meses sem voos devido à pandemia. Agora, está novamente em terceiro lugar, numa lista liderada por Heathrow (Londres). Os aeroportos mais movimentados em número total de passageiros, incluindo domésticos, ficam na China e nos EUA.

Doria está em Dubai para liderar uma missão com 42 empresários, organizada pela agência de promoção comercial paulista, a InvestSP.

A missão custou R$ 4 milhões, bancada por cotas das empresas pagas à agência. Há 20 autoridades e servidores paulistas na comitiva, que custaram aos cofres públicos R$ 644 mil em passagens e diárias.

Já houve discussões em locais como a DMCC, a maior câmara de comércio de commodities do mundo, e nesta quarta o tucano também esteve em um evento no emirado de Sharjah, onde foi assinado um memorando para incrementar os contatos comerciais com empresas paulistas.

O jornalista Igor Gielow viajou a convite da InvestSP.

Relacionadas