Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Dinheiro

Dívida pública recua 0,68% em setembro

Redação BP Moneyem 27 de outubro de 2021 16:43
  • A dívida pública em títulos em setembro atingiu a R$ 5,443 trilhões;
  • A queda se deve ao resgate líquido (acima das emissões) de R$ 90,27 bilhões em títulos públicos;
  • O curso segue o mesmo movimento de curva neste mês, pois o cenário onde o governo federal reconhece assumir dribles no teto de gastos.

O Relatório mensal do Tesouro Nacional divulgado nesta quarta-feira (27) revelou uma queda de 0,68% da dívida pública em títulos em setembro atingindo a R$ 5,443 trilhões frente ao mês de agosto quando a dívida somava R$ 5,480 trilhões.

A expectativa do Plano Anual de Financiamento (PAF), era de que a dívida geral encerre o ano de 2021 entre R$ 5,5 trilhões e R$ 5,8 trilhões de reais.

Emitida pelo Tesouro Nacional, a dívida pública financia o déficit orçamentário do governo federal. Em outras palavras, são empréstimos feitos para pagar despesas que ficam acima da arrecadação com impostos e tributos.

De acordo com a Secretaria do Tesouro Nacional, com a curva de juros incidindo sobre a economia nacional no mês de setembro, reverberou na " maior aversão ao risco no exterior e no cenário interno, embora a discussão entre poderes para pagamento dos precatórios dentro do limite do teto de gastos tenha contribuído para estabilizar o mercado de juros".

O curso segue o mesmo movimento de curva neste mês, pois o cenário onde o governo federal reconhece assumir dribles no teto de gastos para implementação do novo programa social de renda, Auxilio Brasil, impulsiona a trajetória.
 

Relacionadas