Logo BP Money
China: exportações crescem acima do esperado em julho
Golpes bancários disparam e devem gerar prejuízos bilionários em 2022
Economia

Café com BPM: mercados mundiais operam mistos com dados econômicos dos EUA e resultados corporativos europeus

Confira as principais notícias que mexem com o seu bolso

Mage Cotait

por Mage Cotait

5 de agosto de 2022 7:45Atualizado em: 5 de agosto de 2022 9:44
Café com BPM: mercados mundiais operam mistos com dados econômicos dos EUA e resultados corporativos europeus
Café com BPM: mercados mundiais operam mistos/Foto:Freepik

Mercados mundiais operam em mistos nesta sexta-feira (5), puxados por dados econômicos dos EUA e resultados corporativos europeus.  

Enquanto os mercados asiáticos fecharam em alta, os índices futuros de Nova York operam perto da estabilidade, puxados pelo aguardo dos analistas sobre relatório de empregos (payroll), a expectativa é que o número de empregadas tenha caído em relação ao mês anterior.  

Sendo assim, os investidores continuam de olho no aperto monetário do Fed e o estado da economia americana.  

Já as bolsas europeias recuam em sua maioria, puxadas pelos resultados corporativos na região. Além dos investidores europeus também estarem no aguardo pelo principal relatório de empregos nos EUA.  

Já no Brasil, nesta sexta-feira (5), às 8h, será divulgado o IGP-DI de julho, que pode trazer deflação.  

O Ibovespa, principal índice acionário brasileiro, fechou em alta de 2,04% na última quinta-feira (4). Enquanto o dólar registrou baixa de 1,23% no fechamento, cotado a R$ 5,21 na quinta (4).  

Os mercados futuros dos EUA operam em estabilidade na manhã desta sexta-feira (5). 

-Dow Jones Futuro (EUA), +0,09% 

-S&P 500 Futuro (EUA), +0,01% 

-Nasdaq Futuro (EUA), -0,04% 

Bolsas Asiáticas 

Os mercados asiáticos fecham em alta, à medida que os investidores abandonam a questão dos exercícios militares da China após a visita da presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi. 

Embora o ministro da Defesa do Japão, Nobuo Kishi, tenha dito que mísseis chineses pousaram na zona econômica exclusiva do Japão e chamou os exercícios militares de “problema sério”, segundo uma reportagem da NBC News, os mercados parecem não se incomodar com os exercícios da China.  

-Nikkei (Japão), +0,87% 

-Kospi (Coreia do Sul), +0,72%  

-Xangai SE (China),+1,19% 

-Hang Seng Index (Hong Kong), +0,14% 

Bolsas Europeias 

Já as bolsas europeias recuam em sua maioria, puxadas pelos resultados corporativos na região. Além dos investidores europeus também estarem no aguardo pelo principal relatório de empregos nos EUA.  

Nesta quinta-feira (4), o Banco da Inglaterra elevou as taxas de juros em 50 pontos-base, com o objetivo de evitar que a inflação do Reino Unido atinja um pico acima de 13% em outubro e que a economia entre em uma recessão prolongada no quarto trimestre, já que essa é a expectativa do mercado.  

Confira as principais bolsas europeias: 

-DAX (Alemanha), -0,07% 

-CAC 40 (França), -0,33% 

-FTSE MIB (Itália), -0,12% 

-FTSE 100 (Reino Unido), -0,12% 

Notícias Corporativas 

A Vivo (VIVT3) informou, em AGE, que comprou os ativos móveis da Oi (OIBR3; OIBR4). As informações sobre direito de recesso de acionistas dissidentes serão divulgadas em breve, segundo a companhia.  

Tenda (TEND3) informou que obteve um prejuízo líquido consolidado de R$ 114,4 mi no 2T22, uma virada em relação ao 2T21, no qual a empresa fechou com um lucro de R$ 33,8 milhões. 

Agenda 

Nesta sexta-feira (5), às 9h30 serão divulgados os números oficiais do mercado de trabalho dos EUA, com expectativa de uma baixa no número de vagas, porém uma estabilidade na taxa de desemprego.  

Enquanto no Brasil, às 8h, serão divulgados os dados do IGP-DI de julho. E às 16h, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, irá participar de uma audiência com o Comitê Executivo da Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM).