Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir
Logo BP Money
Imposto de Renda: Receita Federal libera consulta da restituição
Drake perde mais de R$ 1 milhão após apostar em piloto da Ferrari na Fórmula 1
Paola Carosella: restaurante de chef é atacado nas redes após polêmica
Web 3.0

Mercado de jogos NFT movimenta mais de US$ 812 mi

O Axie Infinity conta com 661 mil jogadores ativos e é, sem comparações, o jogo com o maior volume transacionado nos últimos 30 dias

por Ariane Maia

28 de janeiro de 2022 17:28
Mercado de jogos NFT movimenta mais de US$ 812 mi

Parece que os NFTs são a nova tendência mundial e estão longe de ter um ‘’game over’’. Exemplo dessa febre são os jogos que possuem projetos legítimos que permitem aos usuários uma ambição saudável. Cada vez mais sucesso, o mercado desse setor tem movimentado mais de US$ 812 milhões. 

Como tudo, sempre há um lado bom e um lado ruim, uma vez que alguns dos jogos desse segmento se resumem em scams de pessoas maldosas esperando apenas para roubar seu investimento. Por isso é indicado que os interessados em participar dos jogos fiquem atentos aos termos e se informem antes. 

Um dos jogos que tem um grande olhar da mídia é o Axie Infinity, uma plataforma onde o jogador precisa de no mínimo 3 axies, que podem ser comprados diretamente no marketplace com a moeda Ethereum, ou alugados por meio de scholarship. Atualmente. O Axie mais barato custa cerca de US$ 77, mas, surpreendentemente, entre os usuários ele não é o mais popular.

 

Foto: Tela de interação do Axie Infinity / Fonte: Exame

Mesmo sendo o segundo da lista, o Axie Infinity conta com 661 mil jogadores ativos e é, sem comparações, o jogo com o maior volume transacionado no período, com US$ 576 milhões, deixando qualquer outro jogo da lista para trás. 

 Alien Worlds é o nome do campeão de popularidade, possuindo um pouco mais de 1 milhão de jogadores únicos no último mês, somando cerca de US$ 49 milhões em volume no mesmo período. Esse jogo é baseado em um metaverso descentralizado e, no momento, opera em vários blockchian. Seu objetivo é simular uma interação e competição entre os jogadores para se adquirir o Trilium (TLM), criptomoeda nativa do jogo, por meio das tarefas que a plataforma envia. Com essa disputa é possível assumir o controle dessas organizações planetárias e ter acesso a itens exclusivos. 

O terceiro lugar é do Bomb Crypto que é inspirado no clássico do videogame e, assim como no jogo original, no Bomb Crypto o jogador é colocado em um labirinto onde seu personagem caminha pelo local e recebe a criptomoeda BCOIN (BombCrypto Token) como recompensa pela destruição de blocos. Atualmente,o jogo conta com 642 mil jogadores ativos e US$ 185 milhões captados no último mês.

 Quem também entra para essa lista é o Splinterlands, um jogo de cartas de negociação, disponível em navegador e para Android. A plataforma que conta com 600 mil jogadores está com aprovação em andamento para uma versão para iOS.  

O Splinterlands é tão nostálgico quanto o Bomb Crypto, já que assim como as crianças faziam com as cartas de Pokémon e Yu-Gi-Oh, é possível construir uma coleção de cartas com diferentes atributos e enfrentar outros jogadores em partidas para testar suas habilidades. Com essa ‘’brincadeira’’, o jogo já possui volume financeiro de US$ 2 milhões. 

Em último lugar temos o Sunflower Farmers, que mantém 479 mil jogadores entretidos em cuidar de suas plantações virtuais de girassóis, ganhando como recompensa o Sunflower Farm (SFF), a criptomoeda oficial do jogo, que já acumula US$ 3 milhões em volume nos últimos 30 dias. 

Foto: Página de interação do Sunflower Farmers / Fonte: UOL

O que desperta a curiosidade do mercado é que esses dados se referem apenas a captação dos últimos 30 dias em termos de jogadores únicos e volume transacionado in-game. Os NFTs podem se estabelecer no nosso dia a dia Teremos mais macacos estilosos e jogos repaginados pela frente?

De acordo com analistas, assim como foi com o boom da internet na virada do milênio, provavelmente excelentes projetos sobreviverão, abrindo espaço para o desenvolvimento da indústria.