Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Opiniões

As taxas básicas entre o abismo

Tamara Cardoso em 19 de outubro de 2021 16:53
  • Umas das ferramentas mais fundamentais são as “taxas básicas”;
  • Por que tantas previsões falham, mas algumas não;
  • O desempenho passado não é garantia de resultados futuros;

A prática de investir é sinônimo de satisfação no horizonte. Em razão disso, muitos investidores convivem com desafios constantemente, sejam heurísticas e vieses, tais comportamentos são integrados nas tentativas de prever o futuro. Nesse contexto, dois pontos de vista são elaborados: o Inside View (visão interna), que refere-se a informações especificas para fazer uma previsão, como o plano de abertura de uma loja empresarial e o Outside View (visão externa), resumidamente uma análise de dados históricos a partir de um plano referencial do objeto de estudo, ou taxas básicas.

Em princípio, utilizar as duas visões ao fazer previsões reflete em minimização de vieses cognitivos que naturalmente são influenciados em humanos e investidores. Segundo Daniel Kahneman em seu livro “Rápido e Devagar”, premiado ao Nobel de Economia, relacionar ‘o que você vê é tudo o que existe’ facilita a obtenção de coerência e da facilidade cognitiva que nos faz aceitar uma afirmação como verdadeira, e explica uma longa e diversa lista de vieses de julgamento, incluindo excesso de confiança, efeitos de enquadramento e negligência da taxa básica.  

Isto é, os investidores, como um grupo, têm feito um péssimo trabalho ao prever o crescimento, ao mesmo tempo que, gostem ou não, todos os investidores devem realizar previsões implicitamente ou explicitamente. No entanto, o conceito de taxas básicas ao fazer previsões e como elas fornecem proteções ajudam a evitar tais erros. 

Com a finalidade de obter escolhas reconfortantes e um conjunto de medidas de segurança em vigor, indubitavelmente, olhar para o abismo com entusiasmos e uma dose saudável de humildade encontram-se em ferramentas capazes de construir conhecimentos longe de perigos que estão fora de vista. O cumprimento desses métodos constrói uma futura compreensão visível, ao mesmo tempo que leva em conta o fato de que a maior parte do futuro não é visível.

Em contrapartida, a maioria das pessoas negligencia ou desconsidera as informações de visão externa. Assim, a maioria quando confrontada com um conflito entre a visão interna e a informação da visão externa, segue o que a informação interna sugere. Diante disso, os investidores tomam nota das informações da visão privilegiada sobre um potencial recessão que se aproxima, mas esquecem que a taxa básica de frequência da recessão é relativamente baixa. 

Nesse interim, uma das ferramentas mais fundamentais nesse processo são as “taxas básicas”. Esse método descreve a probabilidade de algo acontecer com base no registro histórico. Por outro lado, a “classe de referência” descreve o conjunto de dados que você está usando. Portanto, é de bom senso combinar essas duas fontes de dados.

Relacionadas