Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Aprenda

Mercado financeiro: o que é e como ele funciona?

Brenda Roberta em 22 de outubro de 2021 18:00
  • Entenda melhor sobre o sistema que garante que as operações sejam feitas sem grandes intervenções;
  • Cada país possui o seu próprio ecossistema de negociações;
  • Um dos maiores mercados financeiros globais é a Bolsa de Valores de Nova York;
  • No Brasil, quem ocupa essa função é a B3, localizada no coração de São Paulo, seu principal índice medidor é o Ibovespa.

O mercado financeiro é um termo utilizado para se referir ao universo que engloba as  operações de compra e venda de ativos financeiros, podendo ser: títulos, moedas, ações, derivativos, mercadorias, commodities entre outros bens e ativos com algum valor financeiro.

Cada país possui o seu próprio ecossistema de negociações. Há uma diversidade de tráfego, existem mercados gerais, onde muitos produtos são comercializados, e mercados especializados, onde apenas um tipo de mercadoria é negociada. Nestes ambientes as negociações não são restritas a somente operações nacionais.

Para que este mercado funcione, existem dois papéis fundamentais, são eles: os investidores que possuem recursos poupados e podem “emprestar” o dinheiro em troca de rentabilidade; e os tomadores, os que precisam desse dinheiro emprestado, pois necessitam de mais recursos do que possuem, para financiar projetos de empresas.

Desta forma, este sistema permite que pessoas comuns possam ser sócias de uma empresa ou até emprestar dinheiro para bancos e o governo em troca de juros. Para além disso, em economias de livre mercado, ele garante que as operações sejam feitas sem grandes intervenções, como as do Estado, por exemplo. Portanto, ele tem a função de ser um ambiente seguro para negociações de ativos com valor financeiro.

Um exemplo de um dos maiores mercados financeiros globais é a Bolsa de Valores de Nova York, no qual diariamente se negocia trilhões de dólares. No Brasil, quem ocupa essa função é a B3, localizada no coração de São Paulo, seu principal índice medidor é o Ibovespa.

As instituições financeiras responsáveis por fazer as intermediações são as corretoras e as plataformas de investimentos. Podemos citar o Banco central do Brasil (Bacen), Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Conselho Monetário Nacional (CMN) e por fim, Agentes de intermediação.

Divisões do mercado financeiro

O sistema financeiro brasileiro é dividido em quatro grandes mercados, logo abaixo será explicado um a um.

O mercado de câmbio é o responsável pelas trocas de moedas. Ele é fundamental desde para quem possui relações internacionais como grandes empresas exportadoras até pessoas físicas que viajam para fora do país. O Banco Central é um dos responsáveis pela administração, fiscalização e controle dessas operações.

Já o mercado monetário é o ambiente de empréstimos de curto prazo, com vencimento de no máximo um ano. É onde fica com todas as transações que ocorrem em até 24 horas. Nele, você encontra taxas que servem de referência para o rendimento em renda fixa, como o Certificado de Depósito Interbancário (CDI).

O mercado de crédito, por sua vez, negocia recursos de curto, médio e longo prazo para pessoas físicas e jurídicas que precisam de dinheiro para capital de giro ou de consumo. Ou seja, ele engloba os empréstimos que são disponibilizados pelas instituições financeiras. 

Por fim, no mercado de capitais é possível que os investidores comprem ou vendam participações societárias em empresas de capital aberto através de uma plataforma muito prática chamada de home broker.
 

Relacionadas