Privacidade e cookies: Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiencia como utilizados.Ao continuar a usar este site, você concorda com seu uso. Visite nossa Política de Cookies para saber mais.
Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir

Aprenda

IPCA: O que é e como impacta a economia?

Brenda Roberta em 20 de outubro de 2021 18:20
  • Entenda a importância e como é calculado o principal medidor de preços da economia nacional;
  • O IPCA é um indicador extremamente necessário à economia nacional, ele está presente no cotidiano de todos, mesmo que de forma indireta;
  • Esse índice é o contador inflacionário oficial do Brasil, tendo como objetivo refletir o custo de vida da população nas principais regiões do país.

O IPCA é um indicador extremamente necessário à economia nacional, ele está presente no cotidiano de todos, mesmo que de forma indireta. A sigla significa Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo e pode ser definido como um termômetro da inflação.

Calculado mensalmente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), esse índice é o contador inflacionário oficial do Brasil, tendo como objetivo refletir o custo de vida da população nas principais regiões do país.

O indicador pode ser dividido em dois tipos: IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15), que é uma prévia do IPCA que mede a alteração de preços ao longo de 30 dias, mas usando um período entre dois meses diferentes e consecutivos, como, por exemplo, o final de novembro e o começo de dezembro. A data de início da apuração é dia 16 do mês anterior e a data final é dia 15 do mês de referência.

Já o IPCA-E (Índice de Preços ao Consumidor Amplo-Especial) usa o mesmo recorte do IPCA-15, pegando como ponto de partida e ponto final o meio do mês de meses consecutivos. A diferença é que o IPCA-E faz esse recorte para um trimestre inteiro. Ele mede, por exemplo, a oscilação dos preços entre o dia 16 de janeiro e o dia 15 de março.

Qual a importancia para a economia? 

O IPCA mede a variação de preços de determinados produtos necessários no consumo dos brasileiros, como arroz, feijão, passagem de ônibus, material escolar e médico, entre muitos outros que compõem a cesta. Desta forma, o índice avalia as variações e o custo de vida médio de famílias de todo o Brasil que têm renda mensal de 1 a 40 salários mínimos.

Quando o IPCA aumenta, significa dizer que o custo de vida da população brasileira ficou mais caro, e em um cenário em que o indicador diminui, também reflete uma redução do custo de vida.

É utilizado pelo Banco Central como medidor oficial da inflação do país. O governo usa o IPCA como referência para verificar se a meta estabelecida para a inflação está sendo cumprida.

Como é calculado?

O período de coleta do IPCA vai do primeiro dia do mês até o último dia. Uma pesquisa é realizada em estabelecimentos comerciais, prestadores de serviços, domicílios (para verificar valores de aluguel) e concessionárias de serviços públicos. Os preços obtidos são os valores à vista dos itens cobrados aos consumidores. 

A partir do levantamento de cerca de 400 mil preços ao longo do mês, em aproximadamente 30 mil estabelecimentos nas principais cidades urbanas do país, os índices são agregados e passam a compor o índice nacional.

As principais cidades incluídas na pesquisa são as regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém e Vitória, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.

Relacionadas