Ícone do aplicativo na loja

BP Money

Grátis na App Store

Abrir
Logo BP Money
Carro mais caro do mundo é vendido pela Mercedes por R$ 700 milhões
Bovespa Mais: conheça este tipo de acesso a Bolsa de Valores brasileira
Bill Gates volta a explicar porque não investe em criptomoeda
Aprenda

A crise econômica que quebrou a América

Conheça os impactos de crise de 1929 no mundo e no Brasil

por Redação BP Money

3 de janeiro de 2022 10:30
A crise econômica que quebrou a América

Se você já ouviu falar da ‘’Grande Depressão’’ ou da ‘’Crise de 29’’, vai precisar saber como esse marco da História contemporânea da humanidade impactou o mundo e, é claro, o Brasil. 

A famosa crise de 1929 foi marcada pela quebra da Bolsa de Valores de Nova York, que na época havia lucrado bastante com a exportação de produtos industrializados e alimentos para a Europa após o fim da Primeira Guerra Mundial. Então como tanta abundancia causou a crise que ficou conhecida como a crise do capitalismo financeiro? 

Acontece que o governo daquele mandato reforçava o discurso do “American Way of Life”, ou em tradução livre ‘’ estilo de vida americano’’ incitava que a felicidade da vida estava no consumismo exagerado. Foi assim que, movida pelo período de prosperidade econômica, a Federal Reserve System, uma financeira norte-americana emitiu uma quantidade absurda de títulos e dinheiro para expandir a economia. 

O que os americanos não esperavam é que a Europa iria se recuperar das perdas pós guerras ao ponto de parar de importar gradativamente dos EUA, o que levou as indústrias americanas a terem uma oferta muito maior do que demanda. Ou seja, não havia mais para quem vender. 

Com isso, as produções foram forçadas a parar e os preços desabaram, fazendo com que o desemprego assombrasse o país.  Foi somente com a aplicação de uma rígida política de restrição às concessões de crédito e empréstimos, chamada de “New Deal” (Novo Acordo), que o governo conseguiu puxar as rédeas e frear a oferta monetária. 

A consequência foi o início de um dos maiores processos de recessão econômica que já houve na História e que até hoje tem impactos visíveis na economia mundial, e o Brasil não fica fora dessa. 

Em solo brasileiro, o maior impacto da crise de 29 foi na produção de café que, na epoca, era a maior fonte de exportação do país, sendo quase 70% do café comercializado pelo mundo. Quando as coisas começaram a apertar nos Estados Unidos o Brasil viu nossso principal produto despencar, já que nosso consumidor central era justamente os EUA. 

A onda de azar foi tão grande que o valor do café chegou a ter uma queda brusca de quase 90% no mercado internacional, fazendo com que os prejuízos se espalhassem dos cafeicultores para o resto do país.

A solução para a crise só apareceu em 1933 durante o governo de Franklin Delano Roosevelt, onde foi colocado em prática o plano conhecido como New Deal. De acordo com o plano econômico, o governo norte-americano passou a controlar os preços e a produção das indústrias e das fazendas. Com isto, o governo conseguiu controlar a inflação e evitar a formação de estoques. Fez parte do plano também o grande investimento em obras públicas (estradas, aeroportos, ferrovias, energia elétrica etc), conseguindo diminuir significativamente o desemprego. O programa foi tão bem sucedido que no começo da década de 1940 a economia norte-americana já estava funcionando normalmente.