Logo BP Money
Criptomoedas: 51% dos latino-americanos já utilizaram ativos digitais, aponta pesquisa da Mastercard
AliExpress anuncia ampliação no número de voos para o Brasil
ColunistasGabriel Rios

Conheça os clubes de coração dos bilionários brasileiros

Todo torcedor sonha com aquele dinheiro que "caia do céu" para elevar o patamar do seu clube de coração.

por Gabriel Rios

10 de dezembro de 2021 14:15
Conheça os clubes de coração dos bilionários brasileiros

Todo torcedor sonha com aquele dinheiro que "caia do céu" para elevar o patamar do seu time de coração. Olha, alguns clubes brasileiros contam com torcedores ilustres que poderiam, se quisessem, investir uma fortuna. 

Alguns da lista já fazem isso e ajudaram demais os seus clubes, casos de Palmeiras, atual bicampeão da Libertadores, e do Atlético-MG, que saiu da fila de 50 anos e se tornou campeão brasileiro em 2021. 

Confira a lista abaixo: 

1: Beto Sicupira - Flamengo (R$ 43,3 bilhões)

O atual Flamengo já conta com um poderio financeiro enorme, muito por conta das cotas de transmissão e dos patrocinadores, já que é o clube de maior torcida no país. Agora imagine se Beto Sicupira, que encabeça a seleta lista, entrasse para dar uma "ajudinha" ao rubro-negro carioca? 

Foto: Divulgação 

O empresário carioca é sócio da 3G Capital e está na 4ª posição entre os bilionários brasileiros. Ele montou sua fortuna ao lado de João Paulo Lemann no comando da Ambev. 

2: Vicky Safra - Corinthians (R$ 41 bilhões)

Segunda maior torcida do país, o Corinthians conta com uma ilustre torcedora: Vicky Safra tem um patrimônio avaliado em R$ 41 bilhões. Filha do corinthiano roxo, Joseph Safra, ela herdou a fortuna do marido, então banqueiro mais rico do mundo, e segue com o amor pelo Timão. 

Foto: Divulgação 

Cinco décadas depois, ela e os filhos agora são os guardiões da vasta fortuna Safra, construída ao longo de 180 anos em três gerações e quatro continentes, o que faz dela uma das mulheres mais ricas do mundo.

3: André Esteves - Fluminense (R$ 28,3 bilhões) 

A segunda colocação fica logo com o rival do Flamengo. André Esteves é dono do BTG Pactual e não esconde que é torcedor fanático do Fluminense. Carioca de 53 anos, ele figura em 6º na lista dos brasileiros mais ricos, segundo a Forbes. Já imaginou esse Fla x Flu? 

Foto: Divulgação 

Banking and Trading Group Pactual é um banco de investimento brasileiro, especializado em capital de investimento e capital de risco, além da administração de fundos de investimento, de gerenciamento de patrimônio, e de ativos globais. 

4: Abílio Diniz - São Paulo (R$ 13,8 bilhões)

O eixo Rio-São Paulo segue reinando nas primeiras posições dos bilionários torcedores. Na quarta colocação aparece Abílio Diniz, que é tricolor paulista. O empresário do ramo varejista não esconde sua paixão e já chegou até a fazer parte do conselho deliberativo do clube.

Foto: Divulgação 

A notícia ruim para os torcedores do "Soberano" é que, apesar do amor, ele descarta investir dinheiro no clube do Morumbi. 

5: Walter e João, os irmãos Moreira Salles - Botafogo (R$ 12,72 bilhões)

De volta à elite do futebol brasileiro, o Botafogo poderia contar com um "reforço de peso", caso dos irmãos Walter Moreira Salles e João Moreira Salles optasse por investir no "Glorioso". Filho de Whalter Moreira Salles, fundador do Unibanco, que depois se fundiu com o Itaú, Walter foi premiado internacionalmente como cineasta e chegou a concorrer ao Oscar de melhor filme estrangeiro. 

Foto: Divulgação

Eles chegaram a se reunir com a diretoria alvinegra para viabilizar a construção de um novo Centro de Treinamento para o clube. 

6: Alexandre Grendene - Grêmio (R$ 11 bilhões)

Rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Grêmio deve perder muito dinheiro, principalmente com as cotas televisivas. Uma ajudinha cairia bem, não? E essa ajuda poderia vir do gremista Alexandre Grendene. 

Foto: Divulgação 

O bilionário é cofundador e presidente da empresa de calçados Grendene. Alexandre também tem investimento em outros setores como: seguimento moveleiro, com as marcas Unicasa, Dell Anno e TOG; setor siderúrgico, com a Sitrel; e ramo hoteleiro, com a Conrad. 

Já houveram tentativas de investir no Grêmio, mas todas fracassaram e o mesmo ficou apenas tendo um papel de torcedor. 

7: Rubens Menin - Atlético-MG (R$ 8,88 bilhões)

50 anos depois, o Atlético-MG conseguiu se tornar, novamente, campeão brasileiro. Com um verdadeiro timaço, o Galo conquistou o título recentemente e agora briga para levantar a taça da Copa do Brasil. Um dos "culpados" pelo sucesso recente? Rubens Menin. O dono da MRV Construtora é um dos mecenas do clube e comemorou o título em grande estilo: tatuou na pele o símbolo do Galão da Massa. 

Foto: Divulgação 

Além de investir fortemente no time, Menin também tem apoiado na construção do estádio próprio do Atlético, que será chamado de "Arena MRV". Está tudo em casa, né? Literalmente... 

8: Pedro Grendene - Internacional (R$ 5,5 bilhões)

Torcedor rival do seu irmão gêmeo, Pedro Grendene é torcedor do Internacional. Apesar da sua paixão pelo Colorado, ele nunca fez qualquer investimento para ajudar financeiramente o clube. 

Foto: Divulgação 

O Gre-Nal na família Grendene deve ser animado por lá...

9: Leila Pereira - Palmeiras (R$ 4 bilhões)

Fechando a seleta lista, Leila talvez seja a torcedora mais conhecida no meio do futebol. Apaixonada pelo Verdão, ela e seu marido, José Roberto Lamacchia, donos da Crefisa e da Faculdade das Américas, começaram a patrocinar o clube em 2015. A partir daí, o clube paulista se tornou uma das potências e empilhou taças. Foram dois brasileiros, duas Libertadores, duas Copas do Brasil e um Paulistão. 

Foto: Divulgação 

Muito atuante, Leila foi eleita presidente do Palmeiras no último dia 20 de novembro e se tornou a primeira mulher a assumir o comando do Verdão em toda sua história.

Gabriel Rios

Editor-chefe da BP Money